19/nov/2016

Cabral como simples preso mortal


Por Robson Pires, em

cabral comum

Quebras de sigilo bancário do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB), da mulher, Adriana Ancelmo, e do ex-assessor considerado seu operador, Carlos Emmanuel Miranda, mostram compra de bens com “vultosos” pagamentos em dinheiro vivo — mesmo expediente usado pela Andrade Gutierrez para repassar propinas ao peemedebista, segundo relataram executivos da empreiteira. A prática foi considerada suspeita pelo juiz Sérgio Moro, que, assim como o colega Marcelo Bretas, determinou a prisão preventiva do político.

Ontem, Cabral passou o segundo dia na cadeia de Bangu 8, na Zona Oeste do Rio, de cabelos cortados e uniforme de presidiário. Ele divide cela com mais cinco presos na Operação Calicute, fase da Lava-Jato que atingiu negócios do ex-governador considerados ilícitos. Um cenário bem diferente do que costumava frequentar em Paris, com farras regadas a espumantes caros e muito guardanapo na cabeça.


3 Comentários

  1. Chagas disse:

    Há se tivesse meia dúzia de juizes sérios como MORO, o Brasil era outro, veja os amigos de lula, apoiado pelo o pt e sua gangue, metade desse PMDB é corrupta tão quanto a gangue petista, vamos fazer penitenciaria , pois Moro vem devagar , mas firme aplicando a lei como ela deve ser., bandidos do pt e pmdb em fulgas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. fatima disse:

    Chagas, metade ?????? é todo e mais alguém!

  3. Pirrichiu disse:

    Já era bandido , o eleitor que o transformou em político!

Deixe o seu comentário!

Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00
Quinta, 17 de Outubro de 2019


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!





Calendário

outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031