16/abr/2018

Barragem das Traíras: não existe risco de ruptura, diz engenheiro


Por Robson Pires, em

No auge da sua vida, aos 24 anos, a Barragem Passagem das Traíras (foto da última vez que sangrou), não teve atenção merecida dos governantes. A conclusão é do engenheiro agrônomo, articulador do Seapac e 2o Secretário do CBH-PPA, Procópio de Lucena.

Procópio reconheceu que existem muitas anomalias, decomposição do concreto, rachaduras e fissuras do lado da água e que isso é facilmente identificado por análise visual. A ANA fez um estudo do problema e apresentou ao governo do RN e tudo esbarrou aí, porque a única coisa que o governo fez foi um termo de referência para a contratação de uma empresa de consultoria e não contratou. Alegação? Falta de orçamento. É que o custo desse estudo é de 800 mil reais.

Ou seja, sem estudo, não há projeto de recuperação da parede. E só lembrando: ela saiu de normal, veio pro estado de atenção e está em estado de alerta. Se o governo não agir, a jovem barragem migrará para o estado de emergência que é quando se identifica o risco de ruptura.

GL


Nenhum Comentário Até o Momento, Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Segunda, 21 de Janeiro de 2019


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!





Calendário

janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031