Nobel de Medicina afirma que smartphones causam doenças

O neurologista Thomas Südhof, prêmio Nobel de Medicina, garante que os smartphones geram um estresse contínuo com consequências patológicas como o chamado “burn out”, a síndrome de esgotamento.

“Não me surpreende que muita gente adoeça de burn out se levarmos em conta como se vive hoje em dia”, disse o cientista da Universidade de Stanford em declarações que serão publicadas amanhã pelo dominical “Frankfurter Allgemeine Sonntagzeitung”.

Os smartphones, segundo ele, tem parte nisso na medida em que levam à conectividade permanente. “Já nunca estamos ilocalizáveis, sempre estamos de guarda e através do e-mail temos contato minuto a minuto com nosso trabalho. A longo prazo isso não pode ser bom”, acrescentou.

Com frequência isso conduz a um estresse contínuo que gera transformações no cérebro, explicou. Südhof recomenda fazer pausas no uso do smartphone. “Isso é algo que o bom senso diz. Tudo o que nos distrai ajuda, seja esporte, ioga, um bom livro ou música”, disse.

O campo de investigação de Südhof é a comunicação entre os neurônios e, por exemplo, o que ocorre com eles em um burn out. Südhof recebeu a notícia que tinha recebido o Nobel quando estava a caminho a um congresso, ironicamente através de seu telefone celular.

No entanto, o neurologista garantiu que ele mesmo se impõe limites sobre o uso dos aparelhos eletrônicos. “Às oito da noite apago sempre todos os aparelhos eletrônicos e só volto a ligá-los na hora do café da manhã”, disse. (EFE)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

outubro 2021
DSTQQSS
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31 
Categorias

Palhaçada tem limite

O presidente da câmara dos deputados, Eduardo Cunha, tinha mesmo de rejeitar mesmo o pedido de impeachment do vice-presidente Michel Temer. O que protocolado pelo

Leia Mais