Natália Bonavides entra na Justiça para suspender campanha de Bolsonaro

natalia e beijo de lula Natália Bonavides entra na Justiça para suspender campanha de BolsonaroA deputada federal Natália Bonavides ajuizou na Justiça uma ação popular para suspender a campanha publicitária “O Brasil não pode parar”, contratada sem licitação pelo governo Bolsonaro junto à agência iComunicação.

A ação de marketing defende o fim da quarentena e pede para que os brasileiros e brasileiras voltem ao trabalho, descumprindo as recomendações sanitárias dos órgãos de saúde pública do Brasil e dos demais países do mundo.

A campanha custou aos cofres públicos R$ 4,8 milhões. Na ação, a parlamentar do Rio Grande do Norte pede a interrupção da campanha e a devolução dos valores gastos.

A ação popular tramita na 5ª Vara Federal do Rio Grande do Norte.

Natália Bonavides justificou a medida a partir de duas razões. Segundo ela, a campanha não tem caráter educativo e desrespeita a dignidade da pessoa humana:

“Essa campanha não tem caráter educativo, como a Constituição exige que tivesse. Ao contrário, orienta o descumprimento de recomendações sanitárias da Organização Mundial de Saúde (OMS) e desrespeita a dignidade da pessoa humana, já que ela tem como resultado potencial aumentar numero de mortos pelo novo Coronavírus”, explica.

A parlamentar potiguar classifica como “absurda” a ação de marketing do governo Bolsonaro neste momento em que o mundo se vê mergulhado numa crise sem precedentes provada pela pandemia:

– É um absurdo essa campanha, é um absurdo que contra todas as evidências o Governo esteja agindo de modo a expor tanto a nossa população. Entramos com essa ação na Justiça do Rio Grande do norte e aguardamos a decisão nos próximos dias sobre os nossos pedidos”, afirmou.

Saiba Mais

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

maio 2021
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Categorias