Natal (RN) recebe 12.235 doses da vacina contra Covid-19 e inicia vacinação nesta quarta-feira (20)

A capital potiguar recebeu nesta terça-feira (19) as 12.235 doses da vacina contra o Coronavírus para utilização na primeira fase de distribuição. Os imunobiológicos foram recepcionados pelo prefeito de Natal (RN), Álvaro Dias, que acompanhou a chegada do material à Central Municipal de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (CEMADI), espaço destinado para estoque e distribuição de todos os imunizantes oferecidos pelo sistema único de saúde.

Em virtude do quantitativo de doses destinadas ao município, a campanha de vacinação em massa terá início nesta quarta-feira (20) exclusivamente nos quatro pontos de vacinação organizados no sistema drive-thru, localizados no Ginásio Nélio Dias, Shopping Via Direta, Arena das Dunas e Palácio dos Esportes. As primeiras doses da vacina atenderão apenas aos profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate à doença, bem como aos idosos atendidos em instituições de longa permanência (como abrigos). A aplicação acontecerá das 08 às 16 horas.

“Esse é um momento de muita emoção e que sinaliza uma esperança enorme para todos nós. A chegada das vacinas é um marco e Natal está preparada e pronta para iniciar essa campanha de vacinação em massa. Neste primeiro momento, em razão do número de doses recebidas, adotamos a estratégia de priorizar os profissionais que estão na linha de frente no combate à Covid-19. Além deles, os idosos institucionalizados serão imunizados, já que são do grupo de alto risco. Pedimos paciência e solidariedade às demais camadas da população que não poderão se vacinar nesta fase, mas garantindo e reforçando que a medida em que forem chegando mais vacinas iremos ampliar esse trabalho”, destacou Álvaro Dias.

As vacinas para os idosos residentes em abrigos de longa permanência serão enviadas até estes locais. Já o processo de vacinação para os profissionais de saúde que atuam na linha de frente seguirá alguns critérios. Só receberá a vacina o profissional da rede pública ou privada que comprovar o vínculo funcional e atestar o serviço através de apresentação de escala de trabalho assinada pelo diretor de sua unidade.

Algumas precauções para os indivíduos que poderão se vacinar devem ser levadas em conta: Em geral, como com todas as vacinas, diante de doenças agudas febris moderadas ou graves, recomenda-se o adiamento da vacinação até a resolução do quadro com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença; Não há evidências, até o momento, de qualquer preocupação de segurança na vacinação de indivíduos com história anterior de infecção ou com anticorpo detectável pelo SARS-COV-2.

É improvável que a vacinação de indivíduos infectados (em período de incubação) ou assintomáticos tenha um efeito prejudicial sobre a doença. Entretanto, recomenda-se o adiamento da vacinação nas pessoas com quadro sugestivo de infecção em atividade para se evitar confusão com outros diagnósticos diferenciais. Como a piora clínica pode ocorrer até duas semanas após a infecção, idealmente a vacinação deve ser adiada até a recuperação clínica total e pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas ou quatro semanas a partir da primeira amostra de PCR positiva em pessoas assintomáticas.

Uma resposta

  1. O QUE MAIS ME ENTRISTECE SÃO OS POLÍTICOS FAZENDO SENCIONALISMO COM O PROGRAMA AINDA DE VACINAÇÃO COM UMA QUANTIDADE ÍNFIMA QUE NÃO ATENDE AINDA NEM O PESSOAL DA ATIVA NA ÁREA DE RISCO E LINHA DE FRENTE DOS HOSPITAIS UBS POSTOS DE SAÚDE ETC
    LAMENTÁVEL QUE ISSO ACONTEÇA .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

dezembro 2021
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 
Categorias