Não é verdade que a governadora Wilma de Faria tenha passado mal por causa da prisão do filho

Não é verdade que a Governadora do Rio Grande do Norte, Wilma de Faria, passou mal quando soube da prisão do seu filho, Lauro Maia, preso hoje cedo pela Polícia Federal.

Wilma de Faria está em casa com seus familiares e passa bem.

Está aguardando o resultado das investigações.

A Governadora é hipertensa. Mas, a pressão arterial está bem, na avaliação dos médicos.

4 respostas

  1. Pelo que eu li agora há pouco na internet, página do “bol”, é uma verdadeira quadrilha que estava em ação, muito dinheiro em jogo nas fraudes de licitações para beneficiar alguns funcionários que gostam de corrupção.
    Sabem aonde? Principalmente na Secretaria de Saúde. E a assistência ao povão, hem? Aquele povão que vota e elege estes governantes.
    A sua assistência pelo SUS é boa???????????

  2. Enquanto ele ( filho da governadora) desviava dinheiro da secretaria de saúde do estado, aqui na UERN Campus do Seridó falta tudo…já passou da hora destes governantes( municipal-caicó, e estadual- governadora)pensarem e agirem em prol da saúde de fato; dar a césar o q é de césar, investir em saúde e em profissionalização de qualidade é mais q uma ação governamental é um ato de responsabilidade e compromisso com a sociedade, é estar pensando em seus próprios futuro, um dia vcs poderão precisar do serviço público de saúde e ai por certo esperam ter coerencia e respeito as suas vidas não? então é hora de cumprir com o combinado: a UERN e toda a “saúde” precisam de verbas pra funcionar sabiam? informem-se sobre nossas necessidades… acesse: lucianaazevedo.zip.net. OBRIGADA PELA DEVIDA ATENÇÃO !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

setembro 2021
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930 
Categorias

Deixa de ‘canalhice’ !

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), considera um erro traçar um paralelo entre os casos de Dilma Rousseff e de Eduardo Cunha. Para o

Leia Mais