Category: Mundo

Apuração termina no Peru, e esquerdista vence por 0,4 ponto percentual

  • Pedro Castillo teve 50,19% dos votos, contra 49,8% de Keiko Fujimori; filha de Alberto Fujimori acusou rival de fraude e pediu recontagem, o que deve atrasar a promulgação do resultado

A apuração da eleição presidencial no Peru terminou nesta quinta-feira (10) com a vitória do esquerdista Pedro Castillo, com 50,19% dos votos, informa o jornal El País.

Sua adversária no segundo turno, a direitista Keiko Fujimori, perdeu por menos de 0,4 ponto percentual, com 49,8% dos fotos.

Defensor da Cloroquina é nomeado para o Prêmio Nobel da Paz

O Dr. Vladimir Zelenko foi incluído em um grupo de médicos indicados ao Prêmio Nobel da Paz por seu papel no tratamento da Pandemia do Coronavírus.  A lista dos indicados deste ano inclui 43 candidatos.

Dr. Zelenko alcançou destaque mundial no tratamento de pacientes com COVID-19 com hidroxicloroquina e zinco, descobrindo que a mortalidade caiu 8 vezes com o uso dessas duas substâncias.  Ele diz que o tratamento com hidroxicloroquina e zinco nos primeiros 5 dias reduz as taxas de mortalidade em 85%.

“Basicamente, o principal elemento desta abordagem de tratamento é o zinco”, disse ele em uma entrevista. “O zinco inibe uma enzima muito importante chamada RNA polimerase dependente de RNA ou replicase.  Basicamente, impede o vírus de se replicar ou copiar seu material genético, reduzindo essencialmente a quantidade de vírus.

“No entanto, o zinco não entra na célula dos vírus, eles precisam de uma maneira de fazer com que o zinco entre na célula, e esse é o papel da hidroxicloroquina no ambiente ambulatorial.  A hidroxicloroquina tem quatro outros mecanismos de ação quádruplos, mas esses são relevantes nas fases posteriores da doença.

“Estou me concentrando especificamente na propriedade do ionóforo de zinco ou na propriedade do canal de transporte de zinco da hidroxicloroquina, que permite que o zinco saia de fora da célula, para dentro da célula.

“E o terceiro componente disso era o antibiótico que estava usando azitromicina, com base no trabalho do Dr. Raoul, e descobriu-se que a azitromicina tem propriedades antivirais e antibacterianas e parece prevenir complicações pulmonares.

“Mas acontece, muito simples: se você esperar mais de cinco, seis dias, é quando acontecem todos os danos aos pulmões e os coágulos sanguíneos.  Então é muito importante intervir o quanto antes, assim que você ver o paciente e tiver suspeita clínica.  E é muito fácil fazer o diagnóstico”.

America’s Frontline Doctors

Empresa concede intervalo de 30 minutos para funcionários se masturbarem

A Empresária Erika Lust, de 44 anos, adotou uma medida diferenciada para aliviar o stress em seus funcionários causado pelo lockdown implementado devido à Covid-19 – diariamente, os trabalhadores têm um intervalo livre de 30 minutos para se masturbarem. A empresa produz curtas-metragens adultos em Barcelona, Espanha.

A medida ocorreu em celebração ao “mês da masturbação”, Maio, e será mantida até o final deste ano, ao mesmo. São 36 funcionários na empresa.

Conforme reportado pelo jornal britânico “The Sun” na sexta-feira (14), Erika notou que seus funcionários estavam “agitados” e “atuando com menos energia” devido à pandemia. Por isso, pensou que a melhor maneira de ajudar era oferecer pausas para promover o bem-estar da equipe.

“Valorizo meus funcionários e sei que quando eles se sentem bem, fazemos um bom trabalho. Com a pandemia e a enorme mudança na forma como vivemos nossas vidas, comecei a perceber que meus funcionários tinham ficado um pouco agitados e estavam se apresentando com menos energia do que antes. Então, sabendo que só há uma coisa que fará todos se sentirem bem, preparei uma ‘estação privada de masturbação’ para eles desfrutarem”, contou.

“Imagine isso: uma equipe de funcionários felizes com suas capacidades criativas fluindo e sendo produtivos porque eles tiveram algum tempo programado para se sentirem bem. Uma pausa na masturbação no trabalho pode resultar em mais, menos agressividade, mais produtividade e melhor trabalho em equipe”, defende.

O Tempo

Presidente fecha a Argentina por 9 dias

O presidente argentino, Alberto Fernández, anunciou nesta quinta-feira, 20, um confinamento total por nove dias, no momento em que o país atravessa o pior momento da Pandemia de Coronavírus, com um registro diário de cerca de 35 mil casos e 450 mortos.

“A medida entrará em vigor a zero hora do dia 22 de maio e ficará até a meia-noite de 30 de maio”, informou o presidente, em pronunciamento na TV. Apenas três desses são dias úteis, devido aos feriados de 24 e 25 de maio. A partir do dia 31, as restrições atuais serão retomadas, com um novo confinamento total no fim de semana de 5 e 6 de junho.

“Não devemos naturalizar tanta tragédia. Temos de assumir a gravidade. Não é o momento de especulações, ninguém tem o direito de querer tirar vantagem disso, devemos nos unir para superar esta catástrofe”, declarou o presidente.

Italiana recebe seis doses de vacina contra a Covid-19

  • Uma mulher recebeu, por engano, uma overdose de vacina da Pfizer/BioNTech

Uma jovem italiana recebeu, por erro, seis doses da vacina da Pfizer/BioNTech contra a Covid-19. Segundo a agência de notícias italiana AGI, o fato aconteceu neste domingo (9). 

VEJA VÍDEO COM A NOTÍCIA:

Embora a jovem, que é estudante de Medicina, passe bem, ela ficou internada em observação em um hospital na Toscana, região central da Itália.

O erro se deu quando uma enfermeira, no lugar de injetar uma dose da vacina na mulher de 23 anos, aplicou todo o frasco do imunizante. A medida equivale a seis doses.

OVERDOSE DE VACINA

Segundo a agência italiana, os testes sobre os efeitos de uma possível overdose da vacina da Pfizer/BioNTech se limitaram à aplicação de quatro doses. Isso significa que este caso de seis doses e seus potenciais efeitos colaterais ainda são desconhecidos na literatura médica.

Diário do Nordeste

Prefeitura oferece vacinas gratuitas para turistas

A cidade de Nova York (EUA) passou a oferecer vacinas gratuitas para turistas. O Prefeito Bill DiBlasio propôs que qualquer pessoa que estiver na cidade estará apto a ser imunizada para tentar atrair a volta do turismo.

Tu é doido, macho! Tá vendo que eu não me separava. Dividir 675 bilhões? Eu, hein? rsrsrs…

filantropo e fundador da Microsoft, Bill Gates, anunciou nesta segunda-feira seu divórcio da também empresária Melinda Gates, após 27 anos de casamento.

O casal de bilionários e filantropos comunica pelo Twitter o fim de seu matrimônio, um terremoto para o mundo da filantropia e dos negócios. Destino da fortuna avaliada em 675 bilhões de reais é uma questão da separação.

Brasileiros já não conseguem pagar suas contas em Miami (EUA)

247 – Com a Pandemia de Coronavírus e a desvalorização do real, o sonho de viver nos EUA pesou no bolso de empresários brasileiros que haviam se mudado para passar temporadas prolongadas na Flórida.

Empresas de mudanças internacionais observaram aumento de 60% no fluxo de retorno ao Brasil, informa a Folha de S.Paulo.

Com as restrições impostas devido ao vírus e a alta do dólar, que valorizou quase 30% em relação ao real em 2020 —de R$ 4,014 ao fim de 2019 para R$ 5,189 no mesmo período no ano passado—, ficou caro manter o padrão de vida em regiões nobres de Miami. 

A novela das vacinas: Passaporte Covid-19 europeu deve excluir vacinas não aprovadas na UE, como Coronavac

Com a retomada das viagens globais no horizonte, começa a ficar evidente que o tipo de vacina recebida pode determinar para onde as pessoas podem ir. A União Europeia planeja permitir a entrada durante o verão de americanos imunizados com vacinas aprovadas pela agência reguladora do bloco, segundo sinalizado pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, em entrevista no domingo ao jornal “The New York Times”.

Com isso, pessoas vacinadas com imunizantes das fabricantes chinesas Sinovac Biotech e Sinopharm provavelmente serão impedidas de entrar no futuro previsível, com sérias consequências para a atividade empresarial global e o renascimento do turismo internacional.

Com o avanço das campanhas de vacinação ao redor do mundo, aprovações de reguladores em diversos países e regiões preparam as bases para uma bifurcação global, onde o imunizante obtido pode determinar em quais países as pessoas podem entrar e trabalhar.

Para cidadãos chineses que viajam ao exterior regularmente e ocidentais que desejam buscar oportunidades de negócios na segunda maior economia do mundo, surge o dilema sobre qual opção escolher. Até agora, a China reconhece apenas as vacinas chinesas, e seus imunizantes ainda não foram aprovados nos Estados Unidos ou na Europa Ocidental.

Marie Cheung, cidadã de Hong Kong, viaja regularmente para a China continental para trabalhar com uma empresa de veículos elétricos, uma rotina que foi interrompida pelas longas quarentenas obrigatórias desde o início da Pandemia.

(mais…)

Cicatrizes Profundas

Brasileiros moradores de Nova York (EUA) comentam um início do retorno ao normal, numa das maiores cidades do mundo e também uma das mais atingidas pela pandemia da Covid-19. “Até turistas voltaram a aparecer”, relata um morador “mas não chega perto do que era antes”, admite.

Diário do Poder

Mundo bate recorde de casos diários de Covid-19

O mundo registrou mais de 893.000 novos casos de Covid nas últimas 24 horas, número recorde na contagem diária, segundo levantamento da AFP com base em dados oficiais.

Mais de um terço desses casos foram registrados na Índia, que contabilizou 346.786 neste sábado.

O recorde global anterior ocorreu em 8 de janeiro, com 819.000 novos casos registrados num único dia.

O Antagonista

Após 1ª dose de Oxford ou Pfizer, chance de pegar Covid diminui em 65%

De acordo com um estudo feito pela Universidade de Oxford, em parceria com o Office for National Statistics (ONS), do Reino Unido, a probabilidade de ser infectado pelo coronavírus após receber apenas a primeira dose da vacina de Oxford/AstraZeneca ou da Pfizer/BioNTech cai em até 65%.

A pesquisa foi publicada em pré-print, ou seja, ainda não foi revisada pela comunidade científica. Os resultados preliminares mostram que os imunizantes foram eficazes igualmente em todas as faixas etárias e também em pacientes com comorbidades. Porém, são mais eficazes contra infecções sintomáticas do que assintomáticas.

Os pesquisadores revisaram os dados de 370 mil pessoas do Reino Unido. Segundo os cientistas, reduzindo a taxa de infecção, as vacinas podem quebrar a cadeia de transmissão e pausar a evolução da epidemia, além de prevenir o colapso do sistema de saúde.

Especialistas alertam, entretanto, que para conseguir a melhor proteção possível contra a Covid-19 é importante que as pessoas compareçam para tomar o esquema completo das vacinas que, na maioria dos casos, exige duas doses.

Não a ideologia de gênero

A Câmara baixa do parlamento polonês votou a favor de um Projeto de Lei conhecido como “Sim à família, não ao gênero”, proposto por uma coalizão liderada pelo instituto conservador Ordo Iuris.

O documento define o conceito de família como “a união entre um homem e uma mulher”; defende a vida da criança “antes e depois do nascimento”; e dá aos pais o direito à educação dos filhos resguardando suas convicções, principalmente morais e religiosas. A aprovação integral do projeto depende, agora, das considerações da Comissão Parlamentar de Relações Exteriores e Comissão de Justiça e Direitos Humanos do país.

De acordo com a Embaixada da Polônia em Brasília, o Projeto de Lei foi apresentado por cidadãos poloneses e não possui vínculos com o governo federal, ressaltando que o mesmo será “processado como qualquer outro projeto de lei e não há certeza de que entrará em vigor na Polônia”

Pleno News

Pfizer admite “provável” necessidade de 3ª dose da vacina

O CEO da Pfizer, Albert Bourla, afirmou nesta quinta-feira (15/4) que é “provável” que seja necessária uma terceira dose da vacina desenvolvida pela farmacêutica contra a Covid-19. A injeção de reforço teria que ser aplicada seis meses após a vacinação com as duas doses administradas atualmente, de acordo com o representante.

Segundo Bourla, há grandes chances de que a imunização contra o coronavírus tenha que ser feita anualmente. As informações foram divulgadas durante um painel de discussão organizado pela rede de televisão CNBC, em conjunto com a CVS Health. “É extremamente importante suprimir o número de pessoas que podem ser suscetíveis ao vírus”, ressaltou o diretor-executivo da Pfizer.

Os estudos sobre uma potencial terceira dose da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Pfizer e pela BioNTech começaram no fim de fevereiro, como estratégia para combater as variantes do novo coronavírus – em especial, a da África do Sul (B.1.351). Isso porque o atual regime de duas doses produziu uma resposta imunológica mais fraca contra a variante sul-africana.

Ao todo, 144 voluntários receberão a terceira dose. Os pesquisadores querem priorizar pessoas que participaram dos testes de estágio inicial da vacina nos Estados Unidos, no ano passado.

Nos testes do “mundo real”, a vacina mostrou 91% de eficácia, seis meses após a aplicação da segunda dose. (Com informações do Daily Mail)

METRÓPOLES

Remédio contra asma e rinite mostra eficácia contra Covid-19

A Budesonida, um remédio conhecido por ser utilizado por pacientes com asma, rinite e outras doenças pulmonares crônicas pode ter algum efeito benéfico no tratamento contra a Covid-19, segundo um estudo divulgado na segunda-feira (12).

A pesquisa foi conduzida pelo PRINCIPLE, um fundo para estudos na Universidade de Oxford concedida pelo governo britânico e o Departamento de Saúde do país, e ainda não foi revisada por pares. O estudo analisou, por 28 dias, o uso do medicamento em 4.663 pacientes que receberam tratamento usual e Budesonida e que participaram da análise entre novembro de 2020 e março de 2021. Desse total, 56,1% testaram positivo para covid-19, 751 deles foram tratados com Budesonida enquanto que 1028 receberam o tratamento usual.

Os cientistas identificaram que o grupo sob tratamento com Budesonida teve um tempo mais curto até a recuperação (mediana de 3 dias) e um percentual de mortes ligeiramente menor. Do grupo com Budesonida, a taxa de morte/hospitalização foi de 8,5% ante 10,3% das pessoas sob o tratamento convencional. De acordo com os pesquisadores, uma análise mais detalhada sobre tempo de recuperação será publicada assim que os dados forem analisados.

(mais…)

Covid-19: Israel pode ter atingido imunidade de rebanho, diz especialista

Com mais de 54% da sua população totalmente vacinada (primeira e segunda dose), Israel pode se tornar o primeiro país a ter alcançado contra a Covid-19 a chamada “imunidade de rebanho”, uma situação que se caracteriza quando uma parcela significativa dos moradores foi vacinada contra uma doença.

A afirmação foi feita neste sábado, 10, pelo cientista Eran Segal, professor de biologia computacional do Instituto de Ciência Weizmann ao Channel 12, que monitora a pandemia, segundo reportagem do jornal The Times of Israel. Para ele, a situação do país é ainda mais confortável em razão do esquema de proteção adotado contra o novo coronavírus no país desde o início da crise sanitária.

“É possível que Israel tenha alcançado uma espécie de imunidade de rebanho e, independentemente disso, temos uma ampla rede de segurança”, disse Segal. “Acho que isso torna possível remover algumas das restrições imediatamente”, completou.

Com uma população de 9 milhões de habitantes, Israel já vacinou 5.309.825 pessoas com a primeira dose e 4.920.877 com a segunda. A vacina mais usada no país é a da Pfizer/BioNtech, que tem eficácia de 91% contra casos graves.

Neste sábado, 10, Israel tinha 4.002 casos ativos da doença, sendo 268 deles considerados graves. Até agora, o país registrou 6.292 mortes desde o início da pandemia. Com a prioridade dada à vacinação, o número de casos diários de coronavírus despencou 97%, segundo Eran Segal.

Para efeito de comparação, o Brasil vacinou com a segunda dose até este sábado, 10, apenas 6.916.075 pessoas, o que dá cerca de 3,3% da sua população. Já a primeira dose foi aplicada para 22.917.088 brasileiros.

Veja

CoronaVac tem baixa eficácia, admite autoridade chinesa

Gao Fu, diretor do Centro Chinês para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), informou que as vacinas chinesas contra a covid-19 têm baixa eficácia. Hoje, o país possui dois imunizantes no mercado distribuídos a 22 nações: a CoronaVac (já em aplicação no Brasil) e a Sinopharm.

Dessa forma, o Partido Comunista da China (PCC) avalia misturar os produtos de modo a aumentar o potencial das mercadorias. “As vacinas chinesas não têm taxas de proteção muito altas”, declarou o chefe do CDC, em uma coletiva de imprensa em Chengdu, realizada no sábado 10.

“Está sendo formalmente avaliado se devemos usar diferentes vacinas de diferentes linhas técnicas para o processo de imunização”, acrescentou Gao Fu. No evento, representantes do CDC anteciparam à imprensa que o PCC está trabalhando no desenvolvimento de vacinas de RNA, conforme noticiou o jornal Washington Post. A tecnologia é utilizada no desenvolvimento do imunizante da Pfizer.

Inglaterra reabre depois de 4 meses de lockdown

A Inglaterra reabriu o comércio e os serviços não essenciais nesta 2ª feira (12.abr.2021). Bares, restaurantes, lojas, salões de beleza e academias de ginástica estão autorizados a receber clientes depois de quase 4 meses de lockdown.

Zoológicos, parques temáticos e apresentações drive-in (como cinemas e shows) também podem reabrir.

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, disse que a decisão é um passo “importante e irreversível”. Mas alerta que a população deve ter cautela. “Peço a todos que continuem a se comportar com responsabilidade e lembrem de lavar as mãos e rosto para prevenir-se”, disse Johnson.

Butantan considera aplicação de terceira dose de Coronavac

Ricardo Palácios, diretor médico de pesquisa clínica do Butantan, comentou neste domingo sobre a possibilidade da aplicação de uma terceira dose da Coronavac para aumentar a eficácia do imunizante.

Existem grandes preocupações sobre como melhorar a duração da resposta imune, e uma das alternativas que tem sido considerada é uma dose de reforço, seja com a própria Coronavac, seja com outros imunizantes”, afirmou em entrevista à CNN Brasil.

Possivelmente a combinação dessas vacinas conseguirá melhorar a duração da resposta imune, dar um reforço adicional.”

A China, como mostramos mais cedo, se mostrou preocupada com a baixa eficácia das suas vacinas contra a Covid.

Uma das principais autoridades sanitárias chinesas também afirmou que talvez seja preciso misturar doses de diferentes vacinas, ou então aplicar uma terceira dose.

O Antagonista

Estudo aponta mais eficácia da Coronavac com intervalo maior entre doses

Um artigo científico em pré-print (ainda sem revisão por pares) aponta que a eficácia da Coronavac contra a Covid-19 é maior do que o dado anteriormente divulgado. A chamada eficácia primária, que representa a proteção da vacina contra a doença em qualquer intensidade, passou de 50,38% para 50,7%, chegando a 62,3% com intervalos maiores entre as doses. Contra casos moderados, o imunizante tem eficácia de 83,7%, quando o dado anterior apontava 78%.

As informações constam de artigo elaborado pelos profissionais que conduziram os testes da Coronavac no Brasil, liderados pelo Instituto Butantan. O documento foi submetido para análise da revista científica The Lancet. O estudo avaliou o efeito da vacina em 12,4 mil voluntários em 16 centros de pesquisa no País e teve os primeiros resultados divulgados pelo governo de São Paulo em 7 de janeiro. A vacina começou a ser aplicada nacionalmente no dia 18 de janeiro e a produção pelo Butantan representa a maior parte das doses distribuídas até aqui.

“Esse estudo corrobora o que já havíamos anunciado há cerca de três meses e nos dão ainda mais segurança sobre a efetiva proteção que a vacina do Butantan proporciona. Não resta nenhuma sombra de dúvida sobre a qualidade do imunizante”, afirmou em nota à imprensa Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan.

A análise divulgada neste domingo, 11, aponta que os resultados de eficácia podem melhorar se houver um intervalo maior entre as doses. No estudo, a maior parte dos voluntários receberam as vacinas com intervalo de 14 dias dada a urgência para análise do imunizante e necessidade de proteção dos profissionais de saúde

Os pesquisadores acreditam que um período de 28 dias seja o mais adequado. “Os dados sugerem que é recomendável encorajar intervalos maiores entre as doses, como 28 dias, na implementação da vacina”, escrevem no artigo.

BULA

(mais…)

É um canalha! Lula pede desculpas “ao povo italiano” por não ter extraditado Cesare Battisti

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediu desculpas à população italiana por não ter extraditado Cesare Battisti. No último dia do seu 2º mandato, em 31 de dezembro de 2010, Lula concedeu asilo ao ex-membro do grupo Proletários Armados pelo Comunismo, que foi condenado na Itália por assassinato.

O pedido de desculpas aconteceu durante entrevista para a TV italiana TG2 Post, na sexta-feira (9). “Peço desculpas ao povo italiano. Pensei que ele não era culpado, mas depois de sua confissão, só posso me desculpar“, disse Lula.

O ex-presidente também afirmou que a sua decisão foi baseada nos conselhos do seu então ministro da Justiça, Tarso Genro. Lula afirmou que acreditava na inocência de Battisti e, por isso, achava que tinha tomado a decisão correta.

O italiano era integrante do Partido Proletariado Comunista quando foi acusado de terrorismo. Na década de 1970, foi sentenciado pelo assassinato de 4 pessoas. Sempre negou os crimes. Em 1993, foi condenado à prisão perpétua na Itália.

Viveu como fugitivo por 30 anos, antes de chegar ao Brasil, em 2004. Durante o governo de Lula (2003-2010), o Brasil concedeu asilo a Battisti. Em 2010, a Itália pediu a extradição, aceita pelo STF (Supremo Tribunal Federal), mas negada pelo petista em 31 de dezembro de 2010.

(mais…)

Morre príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II, aos 99 anos

príncipe Philip, de 99 anos, faleceu nesta sexta-feira (9/4), segundo informou o Palácio de Buckingham. Ele completaria 100 em 21 de junho deste ano.

A causa da morte ainda não foi revelada.

No Twitter e no site oficial da família real, uma comunicado foi publicado sobre o acontecimento. “É com profunda tristeza que Sua Majestade a Rainha anunciou a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo. Sua Alteza Real faleceu pacificamente esta manhã no Castelo de Windsor”.

A “guerra das vacinas”

A Eslováquia, um dos dois únicos países da União Europeia que se inscreveram para usar a vacina contra o Coronavírus Sputnik V da Rússia, desferiu um golpe potencialmente sério no produto russo e também em seu orgulho na quinta-feira, com reguladores médicos divulgando que as doses enviadas ao país do Leste Europeu são diferentes  de uma versão que recebeu a aprovação de uma respeitada revista médica britânica.

Um artigo revisado por pares publicado no The Lancet em fevereiro mostrou que o Sputnik V tinha uma taxa de eficácia de 91,6% contra a Covid-19, um endosso que Moscou usou para aumentar a confiança na vacina e fortalecer a mão do Kremlin na diplomacia da vacina.

O regulador da Eslováquia, no entanto, disse em um comunicado que os lotes de vacinas importados para o país “não tinham as mesmas características e propriedades” da versão do Sputnik V revisada pelo The Lancet.

Observando que cerca de 40 países estão usando ou programados para usar a vacina russa, a agência reguladora eslovaca, o Instituto Estadual de Controle de Drogas, afirmou que “essas vacinas estão associadas apenas pelo nome”.  Essa afirmação sugere sérios problemas de controle de qualidade.

Vários países da Europa manifestaram interesse em usar o Sputnik V, mas na ausência de luz verde da agência reguladora da União Europeia, Eslováquia e Hungria são os únicos países do bloco que fizeram pedidos.

A Sérvia, que não é membro da União Europa , também encomendou a vacina russa e começou a usá-la amplamente em um programa de vacinação em massa bem-sucedido.

PS: A “Guerra das Vacinas” para saber quem é a melhor já é motivo para atrapalhar o processo de imunização. E confundir a opinião das pessoas sobre a utilização dos imunizantes.

O Presidente Argentino Alberto Fernandes foi reinfectado depois de ter tomado a segunda dose da Sputnik V.

Paciente cego de nascença enxerga pela 1ª vez com injeção intraocular

Um paciente com uma forma genética de cegueira infantil, ou seja, cego de nascença, enxergou pela 1ª vez após receber injeção intraocular de uma terapia experimental de RNA.

A pesquisa de edição de genes foi conduzida na Perelman School of Medicine da Universidade da Pensilvânia, EUA. A visão permaneceu durante os 15 meses subsequentes à aplicação e ele continua em observação.

Os resultados do caso, detalhados em artigo publicado na Nature Medicine , mostram que o tratamento levou a mudanças marcantes na fóvea, o ponto mais importante da visão central humana.

Como

(mais…)

FDA aprova uso de hidroxicloroquina para pacientes com Covid-19

O Food and Drug Administration (FDA), a agência americana de regulamentação de remédios, aprovou o uso de Hidroxicloroquina em todos os pacientes com o Covid-19. O CEO da Novartis anunciou que já tem em mãos os resultados de pesquisas que comprovam que a Hidroxicloroquina mata o vírus. Tanto que a empresa vai doar 130 milhões de doses. O custo médio do medicamento no mundo é de US$ 4,65 por mês.

Ou seja, tudo indica que a solução vai chegar bem antes do que muita gente gostaria. Talvez seja, inclusive, decisiva para reverter o cenário apocalíptico previsto para as próximas semanas e mudar o curso deste rio.
O fato é que, desde o começo, o coronavírus foi usado politicamente. Portanto, para muitos agentes políticos (tanto os que militam em partidos, quanto os que estão no comando de instituições como OMS ou nas redações dos jornais) as notícias acima são, na verdade, um desastre. Pois por trás disso, para os que querem continuar lucrando, e enfatizo o politicamente, com o pânico e o desespero, o pensamento que predomina é: “A cura não pode chegar tão rapidamente assim!”

“É possível que a pessoa se reinfecte e nem perceba”, diz microbiologista

Em entrevista à CNN, a microbiologista Natalia Pasternak afirmou que ainda não há dados robustos sobre as reinfecções de Covid-19, o que aumenta a necessidade de seguir as medidas preventivas.

“É possível que a pessoa se reinfecte e nem perceba. Ela pode ter um nível de proteção que a impeça de ficar doente por uma segunda vez, mas será que isso impede a transmissão? Ainda não sabemos”, explicou a microbiologista. “Como não temos essa resposta de uma maneira muito esclarecedora, aconselhamos que mesmo quem já teve o vírus comporte-se como quem não teve.”

(mais…)

Reino Unido estuda passaporte de imunização para shows e eventos

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, deve anunciar na 2ª feira um “passaporte de imunização” para a liberação de eventos. O número de mortes por Covid-19 diminuiu drasticamente com o lockdown imposto em janeiro. No sábado (3), 10 pessoas morreram pela doença, o menor número diário do país desde 13 de março de 2020.

Segundo a BBC, o governo está testando uma série de medidas “para permitir o retorno seguro de partidas esportivas, eventos e casas noturnas”. O passaporte de imunização, que pode ser um certificado digital ou impresso, mostraria se a pessoa foi vacinada contra a Covid-19 e o resultado do último teste.

Boris Johnson disse que os testes iniciais “desempenharão um papel importante para permitir” a realização de eventos. “Estamos fazendo tudo o que podemos para permitir a reabertura de nosso país, para que as pessoas possam retornar aos eventos, viagens e outras coisas que amam com a maior segurança possível”, afirmou.

O plano do primeiro-ministro é fazer os testes em:

  • um clube de comédia;
  • nos jogos da semifinal e da final da Copa da Inglaterra;
  • em uma casa noturna;
  • em um evento empresarial
  • uma competição de corrida.

Especialistas acreditam que a criação de um passaporte de imunização poderia levar à discriminação daqueles que não foram vacinados. A OMS (Organização Mundial de Saúde) disse em nota que “as autoridades nacionais e os operadores de transporte não devem introduzir requisitos de comprovação de vacinação covid-19, visto que ainda existem incógnitas críticas sobre a eficácia da vacinação em reduzir a transmissão”.

Parlamentares britânicos também se opõem à medida. Shami Chakrabarti, do Partido Trabalhista, disse em entrevista à BBC que separar imunizados das não imunizados “é introduzir um posto de controle que tantos de nós simplesmente não desejam”. Acrescentou ainda que “a participação na vida da comunidade local é um direito fundamental”.

Ed Davey, do partido Liberal Democratas, disse que “à medida que começarmos a controlar adequadamente este vírus, devemos começar a recuperar nossas liberdades. Passaportes de vacinas nos levam na outra direção”.

Vacinação

As medidas de “retorno à normalidade” são resultado do sucesso do Reino Unido no controle da Pandemia, que está diretamente ligado à eficiente campanha de vacinação. Neste sábado (3.abr.2021), bateu os 5 milhões de vacinados com as duas doses da vacina anticovid-19. Lá, são aplicados os imunizantes da Pfizer e da Oxford/AstraZeneca.

Proporcionalmente, o Reino Unido é o 2º país que mais vacinou sua população. Mais de 46% dos residentes já receberam ao menos uma dose. Israel lidera no 1º quesito (60,7%). Em números totais, a ilha está em 4º lugar, com 36,3 milhões de doses aplicadas, atrás dos Estados Unidos (157,6 milhões).

Poder 360

Vacinado com Sputnik V, presidente argentino é reinfectado por Covid-19

O presidente argentino, Alberto Fernández, revelou na madrugada deste sábado (3) ter testado positivo para Coronavírus ao completar 62 anos de idade. Ele torna-se, assim, o primeiro chefe de Estado a contrair a doença mesmo depois de ter sido vacinado, com o imunizante russo Sputink V.

O presidente argentino foi o primeiro chefe de Estado da América Latina a ser vacinado com a Sputnik V, em 21 de janeiro passado. No dia 11 de fevereiro, tomou a segunda dose da vacina cuja eficácia geral anunciada é de 91,6% e, para maiores de 60 anos, 91,8%, uma das mais altas entre os produtos disponíveis.

Contágio inédito abre debate

O contágio, mesmo tendo sido vacinado com as duas doses da Sputnik V, desconcerta o país. Durante a madrugada, nos meios de comunicação na Argentina, especialistas procuravam analisar as circunstâncias do contágio e se é possível um infectado vacinado contaminar outras pessoas. As dúvidas também passam pela variante do vírus e se a vacina russa é eficaz para as novas cepas.

Outro debate é sobre a decisão do governo argentino, anunciada em 26 de março, de dar prioridade a vacinar a maior quantidade possível de pessoas apenas com a primeira dose das vacinas e diferir a três meses a segunda dose, embora os fabricantes recomendem três semanas.

Influenciadora fica com olho caído após botox mal sucedido

A aplicação de botox nos músculos da face é um dos procedimentos estéticos mais comuns. Entretanto, aplicado errado pode acarretar em sérias complicações. É o caso da influenciadora digital americana, Whitney Buha. 

Whitney aplicou botox para aliviar as expressões faciais, mas o produto foi injetado no lugar errado e a falha no procedimento resultou na “caída” de seu olho direito. Ao jornal TodayShow, a influenciadora conta que é adepta ao uso do botox há 3 anos e nunca teve problemas. 

Nas redes sociais, a influenciadora compartilha seu processo de recuperação. Whitney conta que um mixde exercícios, acunpuntura, colírio para os olhos e compressas quentes são algumas das medidas que toma para reverter a situação.

Israel e Nova Zelândia aprovam venda de spray nasal contra Covid-19

Israel e Nova Zelândia aprovaram, em caráter temporário, a venda do spray nasal de óxido nítrico (Nons, na sigla em inglês) da empresa de biotecnologia canadense SaNOtize, que pode ajudar na prevenção da transmissão do vírus causador da Covid-19. A informação foi anunciada pela companhia na segunda-feira (22/3), segundo a agência Reuters.

Não é o mesmo spray nasal negociado pelo governo brasileiro, o EXO-CD24, desenvolvido em Israel. “O governo de vocês está negociando o tratamento errado. [O spray da] SaNOtize é diferente, muito mais avançado [no desenvolvimento] e com resultados mais fortes que o EXO-CD”, disse a assessoria da SaNOtize à CNN.

O EXO-CD24 se tornou a nova aposta do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no combate ao coronavírus. O governo brasileiro tem a intenção de trazer o medicamento para o país. No início de março, uma comitiva presidencial foi enviada a Israel para tratar do assunto. Os governos dos dois países fecharam acordo para testar a segunda e a terceira fases do spray no Brasil.

METRÓPOLES

Primeiro Covid-19, depois Psicose; Leia a matéria toda. Superinteressante

Após um leve caso de Covid-19, um fotógrafo de Seattle, ex-fuzileiro naval,  foi acometido por uma espécie de psicose que transformou sua vida em um pesadelo.

Ele não conseguia dormir, preocupado que de alguma forma tivesse feito algo errado, suspeitou de pessoas comuns,  de motivos sinistros e acabou sendo hospitalizado em uma ala psiquiátrica duas vezes.

Os médicos dizem que esses sintomas podem ser uma manifestação dos efeitos colaterais do Covid-19 relacionados ao cérebro.

Junto com problemas mais comuns, embotamento do cérebro, perda de memória e problemas neurológicos, a psicose de “novo início” pode resultar de uma resposta imunológica, problemas vasculares ou inflamação do processo da doença, acreditam os especialistas.

Ocorrem casos esporádicos com outros vírus e, embora esses sintomas extremos provavelmente afetem apenas uma pequena proporção dos sobreviventes da Covid, surgiram casos em todo o mundo.

Muito sobre a condição, permanece misterioso.  Alguns pacientes sentem necessidade de prejudicar os outros ou a si próprios.

Outros não têm impulsos violentos, mas tornam-se quase obsessivamente paranóicos.

Alguns precisam de semanas de hospitalização com médicos experimentando medicamentos diferentes, enquanto outros melhoram mais rapidamente.

Alguns pacientes recaem.

Os delírios paranóicos mais comumente acompanham a esquizofrenia no final da adolescência ou demência em adultos mais velhos, mas até agora, a psicose pós-Covid afetou principalmente pacientes na faixa dos 30, 40 e 50 anos.

A Dra. Veronika Zantop, a psiquiatra que tratou o paciente de Seattle desde sua primeira hospitalização, confirmou que ele não tinha problemas de saúde mental anteriores o que gera uma pergunta ainda sem resposta:

“Isso é temporário?”

Fonte: The New York Times, 22/03/2021, por Pam Belluck

Spray nasal, não testado em humanos, é aprovado em Israel e na Nova Zelândia

Um spray nasal que promete combater o novo Coronavírus foi aprovado para venda em Israel e na Nova Zelândia. A reportagem foi publicada nesta segunda (22) pelo The Times of Israel.

Segundo a inventora do spray Enovid, Gilly Regev, o spray pode ser usado para prevenção de qualquer infecção respiratória viral. Ela é uma das fundadoras da empresa SaNOtize, fabricante do Enovid.

O Ministério da Saúde israelense forneceu aprovação provisória para venda do Enovid para maiores de 12 anos. A fábrica da SaNOtize deve produzir de 200 mil a 500 mil unidades até maio.

Regev reconheceu ao jornal israelense que os experimentos com Enovid ocorreram fora do corpo humano, em tubos de ensaio, e portanto não comprovam a eficácia do spray em pessoas.

O Antagonista

Investigadores da OMS descobrem onde nasceu a COVID-19 na China

O Coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19, provavelmente se originou em uma fazenda de animais exóticos no sul da China, segundo Peter Daszak, presidente da EcoHealth Alliance e um dos integrantes da delegação da Organização Mundial da Saúde (OMS) que investigou a origem da Pandemia na China no início deste ano.

Em entrevista exibida nesta terça-feira (16) pela rádio americana NPR, Daszak disse que uma equipe de investigadores da OMS enviada à China, da qual fez parte, encontrou novas provas de que as fazendas de animais selvagens estavam abastecendo o mercado de Huanan, em Wuhan, na província de Hubei.

Segundo Daszak, a rápida reação do governo chinês para fechar essas fazendas é uma demonstração de que a mais provável via de transmissão do Coronavírus foi de morcegos para algum tipo de animal selvagem criado em cativeiro no sul da China. Depois, humanos foram contagiados.

O investigador argumentou que ele e outros especialistas da equipe que visitou a China no começo do ano acreditam que o morcego que incubou o primeiro coronavírus Sars-CoV-2 procedia da província de Yunnan ou do vizinho Mianmar.

– Acredito que o Sars-CoV-2 primeiro contagiou pessoas no sul da China. Parece que foi assim – comentou o especialista.

Alemanha, Itália e França alegam “precaução” e proíbem uso da vacina da AstraZeneca. Se fosse Bolsonaro o mundo estava acabando

Os governos de Alemanha, Itália e França anunciaram nesta segunda-feira que suspenderão o uso da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica britânica AstraZeneca e a Universidade de Oxford. Os três disseram que a medida foi tomada por “precaução”, devido aos relatos de formação de coágulos sanguíneos em pessoas que receberam o imunizante.

Em nota, o governo da Alemanha afirmou que a Agência Europeia de Medicamentos (EMA), o órgão regulador do setor na União Europeia (UE), decidirá “se as novas informações afetarão a autorização da vacina”.

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse que a aplicação do imunizante será suspensa até terça-feira, quando EMA deve se pronunciar sobre os casos de formação de coágulos.

Vários países europeus suspenderam total ou parcialmente a aplicação da vacina da AstraZeneca por causa dos casos de formação de coágulos sanguíneos. A Itália já havia interrompido a aplicação de um lote específico do imunizante na semana passada. Outros países, como o Reino Unido, defenderam a segurança da vacina e mantém seu uso.

Na semana passada, tanto a EMA como a Organização Mundial da Saúde (OMS) disseram que não havia evidências entre a formação dos coágulos e a vacina da AstraZeneca. A OMS recomendou que as doses do imunizante continuem sendo aplicadas normalmente.

Valor

Vaticano proíbe bênçãos ao casamento homossexual: “Deus não pode abençoar o pecado”.

Vaticano anunciou, nesta segunda-feira (15/3), que padres e outros ministros da Igreja Católica não podem abençoar uniões entre pessoas do mesmo sexo e que tais bênçãos não serão consideradas lícitas se forem realizadas.

Segundo nota oficial divulgada por um dos órgãos responsáveis por estabelecer diretrizes para os católicos, “Deus não pode abençoar o pecado”.

A decisão foi emitida pela Congregação para a Doutrina da Fé (CDF). A nota foi divulgada em resposta a perguntas enviadas por algumas paróquias que expressaram o desejo de conceder uniões homossexuais como um sinal de boas-vindas aos gays católicos, uma vez que a Igreja atualmente não permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Biden prevê volta à normalidade nos EUA até 4 de julho

Em discurso à nação, Joe Biden anunciou hoje que reuniões em pequenos grupos poderão ser permitidas até 4 de julho, Dia da Independência dos Estados Unidos.

“Eu prometo que farei tudo que estiver ao meu alcance, eu não vou descansar até que vençamos esse vírus, mas eu preciso de vocês, povo americano, que cada um faça sua parte. Não é exagero. Preciso que você se vacine quando for sua vez, e ajude sua família, amigos e família a se vacinarem também”, disse.

“Se fizermos nossa parte, se fizermos isso juntos, em 4 de julho, há uma boa chance de que você, sua família e amigos, possam estar todos juntos no seu quintal para fazer um churrasco para celebrar o Dia da Independência”, afirmou em seguida.

“Não vamos apenas celebrar a independência como nação, mas vamos começar a celebrar a independência desse vírus. Mas para chegar lá, não podemos baixar a guarda. 4 de julho, com aqueles que você ama, é a meta. Mas até lá, muita coisa pode acontecer e condições podem mudar”, disse depois.

Ele orientou os estados a disponibilizar vacinas contra a Covid-19 para todos adultos até 1º de maio. “Nós teremos vacinas suficientes para todos os adultos até o final de maio”, afirmou.

Análise com 44 estudos indica eficácia da Ivermectina entre 80% e 90%

A Ivermectina é eficaz para COVID-19. É o que mostra a metanálise em destaque, em tempo real, de 44 estudos. Conforme o levantamento, 100% dos 44 estudos até o momento relatam efeitos positivos. A meta-análise de efeitos aleatórios para tratamento precoce e efeitos combinados mostra uma redução de 82%, RR 0,18 [0,12-0,27], e o uso profilático mostra melhora de 89%, RR 0,11 [0,05-0,23]. Os resultados de mortalidade mostram mortalidade 75% menor, RR 0,25 [0,15-0,44] para todos os atrasos de tratamento e 84% menor, RR 0,16 [0,04-0,63] para tratamento precoce.

• 100% dos 23 Ensaios Controlados Randomizados (RCTs) relatam efeitos positivos, com uma melhora estimada de 70%, RR 0,30 [0,19-0,48].

• A probabilidade de que um tratamento ineficaz gere resultados tão positivos quanto os 44 estudos até o momento é estimada em 1 em 18 trilhões (p = 0,000000000000057).

• Todos os dados para reproduzir este artigo e as fontes estão no apêndice.

Leia a íntegra da Introdução:

“Analisamos todos os estudos significativos sobre o uso de ivermectina para COVID-19. Métodos de pesquisa, critérios de inclusão, critérios de extração de efeito (resultados mais sérios têm prioridade), todos os dados de estudos individuais, respostas PRISMA e métodos estatísticos são detalhados no Apêndice 1. Apresentamos resultados de metanálise de efeitos aleatórios para todos os estudos, para estudos dentro de cada estágio de tratamento, para resultados de mortalidade, para resultados de caso COVID-19, para resultados de depuração viral, para estudos revisados ​​por pares, para ensaios clínicos randomizados (RCTs) e após exclusões.

Também realizamos uma análise simples da distribuição dos efeitos do estudo. Se o tratamento não foi eficaz, os efeitos observados seriam distribuídos aleatoriamente (ou mais provavelmente negativos se o tratamento for prejudicial). Podemos calcular a probabilidade de que a porcentagem observada de resultados positivos (ou superior) possa ocorrer devido ao acaso com um tratamento ineficaz (a probabilidade de> = k caras em n lançamentos de moeda ou o teste de sinal unilateral / teste binomial). A análise do viés de publicação é importante e podem ser necessários ajustes se houver um viés para a publicação de resultados positivos.

A Figura 2 mostra os estágios de possível tratamento para COVID-19. A profilaxia refere-se a tomar medicamentos regularmente antes de ficar doente, a fim de prevenir ou minimizar a infecção. O Tratamento Precoce se refere ao tratamento imediatamente ou logo após o aparecimento dos sintomas, enquanto o Tratamento Tardio se refere ao tratamento mais tardio”.

Conclusão

(mais…)

Posts Recentes

Posts Recentes

junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Categorias

Beto Rosado: é conversa fiada!

O deputado federal Beto Rosado respondeu que permanece candidato à reeleição. E que qualquer informação contrária é conversa fiada. Nunca imaginou desistir para se candidato

Leia Mais