Morreu em Natal esposa do comerciante caicoense José Brito

Faleceu hoje à tarde em Natal, por volta das 13 horas e 30 minutos, Maria Terezinha Dantas Brito, esposa do comerciante caicoense José Brito, proprietário da indústria de café Itans.

Terezinha, como era conhecida, tinha 67 anos de idade e morreu de um câncer. Ela vinha lutando contra a doença há vários anos. O câncer era localizado no intestino.

Seu corpo será sepultado amanhã no cemitério Campo Jorge.

Ela deixa órfão três filhos: Luciana, Lidiane e Adriano.

A família é muito conhecida em Caicó.

Respostas de 6

  1. Quero prestar minha solidariedade a meus clientes e amigos: Luciana, Lidiane e Adriano, pela perda da mãe tão querida. Ao meu primeiro cliente de Caicó, hoje grande amigo, José Brito, quero lhe dar um abraço apertado e prestar meus pêsames pela perda de uma grande esposa. Deus se encarregará de confortar seus corações nesta hora de dor e tristeza pela falta de Terezinha Brito.

  2. GRANDE DAMA DA CASA DA AMIZADE; COMO EX-ROTARACTIANO E FUTURO ROTARIANO PRESTO MINHA SOLIDARIEDADE A JOSÉ BRITO E FAM

  3. AO AMIGO MOACIR BRITO E AO VOSSO PAI “ZÉ BRITO” E DEMAIS FAMILIARES, MEUS SINCEROS VOTOS DE CONDOLÊNCIAS, EM RAZÃO DO FALECIMENTO DA VOSSA GENITORA.
    UM FRATERNAL ABRAÇO.
    BIRA do IBAMA

  4. Nossos grandes amigos José Brito, Luciana, Lidiane e Adriano, recebam de mim e de minha família, nossas tristes condolências pela perda irreparável de nossa amiga Terezinha.
    Mulher de conduta ilibada que doou sua vida inteirinha à sua família, hoje foi chamada por Deus, para servi-lo em seu Trono Glorioso. Essa é a nossa certeza e o que nos faz conformar. Deus é o artesão do espírito e da alma humana, saberá como aliviar a dor da perda. ELE a deu, ELE a chamou. Senhor Jesus Cristo dê o conforto aos corações feridos pela perda da esposa e mãe dessa família tão querida por todos nós. Terezinha e família.

  5. Xerife, apenas corrigindo o comentário do Bira do IBAMA, D. Terezinha não era mãe de Moacir Brito. Era madastra. A mãe de Moacir ainda é viva e se chama Balbina, filha de Marinheiro Bicudo, divorciada há uns quarenta anos do industrial Zé Brito. Mas eu me alio ao Bira pelo passamento de D. Terezinha, uma mulher valorosa na sociedade caicoense.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias