Ministros de Lula evitam comentar tamanho de ato de apoio a Jair Bolsonaro

De acordo com uma matéria do Metrópoles, o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e seus ministros evitaram falar sobre a dimensão do ato pró-Bolsonaro realizado no último domingo (25) na Avenida Paulista, em São Paulo (SP). Lula foi perguntado sobre o ato em uma coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (26), no Palácio do Planalto, para lançamento do Programa de Democratização de Imóveis da União. O petista, no entanto, não respondeu.

O Metrópoles aponta que após o evento, os ministros Paulo Pimenta (Secretaria de Comunicação Social) e Rui Costa (Casa Civil) foram abordados por jornalistas sobre o assunto. Pimenta disse: “Quem tem que fazer avaliação são eles”. Questionado se achou o número de participantes expressivo, ele respondeu que só assistiu às partidas de futebol no domingo.

“Eu ia deixar de ver o Grenal [Grêmio x Internacional]? Pelo amor de Deus”, completou. E concluiu: “Quando a gente fizer um ato, aí vocês nos perguntam se a gente achou bom, se a gente achou ruim, se foi mais gente que a gente queria…”.

O Metrópoles acrescenta que o ministro Rui Costa, por sua vez, disse que, “diante do que tinham divulgado e da força que tiveram no passado”, não tem surpresa. “O país se encontra em um grau de polarização grande, onde setores religiosos são mobilizados por líderes religiosos para pedir anistia a crimes cometidos”

“O nível de radicalização e ódio alcançado, não vamos resolver isso em poucos meses, é um processo pela racionalidade e a volta da paz ao país. Está acontecendo lentamente”, acrescenta Costa.

Segundo dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública paulista (SSP-SP), 750 mil pessoas, no total, participaram do ato convocado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Nas estimativas do órgão, o número leva em conta o público reunido na avenida, de 600 mil, e também nas ruas adjacentes, onde se aglomeraram 150 mil pessoas.

Indagado sobre a presença de parlamentares de partidos da base no governo, Rui Costa respondeu: “Uso meu domingo para coisas mais nobres do que ficar vendo… com todo respeito, confesso que não uso meu tempo para ficar lendo quem foi ou deixou de ir, ou detalhes da manifestação. Ontem curti meus três filhos, não vi, por exemplo, parlamentares que foram e não posso fazer comentários de algo que não vi”, complementa o Metrópoles.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  
Categorias