Para auxiliar o combate ao crime organizado e à criminalidade violenta do Rio Grande do Norte, o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, veio até o estado para cumprir a “Agenda Segurança Pública 2021. Sistema Único de Segurança Pública fortalecido, cidadão mais seguro”.

Na ocasião, o ministro acompanhou o trabalho da “Integração 167”, a maior operação policial registrada no estado, e anunciou a chegada do Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras e Divisas (VIGIA), que de julho de 2020 até o momento já apreendeu mais de 400 toneladas de drogas nos 11 estados brasileiros em que atua.

Em coletiva de imprensa, o ministro declarou também o repasse de R$ 26 milhões para o estado potiguar investir nas aquisições de equipamentos, viaturas e capacitações dos profissionais. Os recursos são do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP). “Hoje, estamos liberando cerca de R$ 12 milhões para aplicação imediata em políticas públicas na área de segurança pública. Além disso, outros R$ 14,7 milhões para construção do instituto técnico de perícias do Rio Grande do Norte”, destacou.

Durante toda a sexta-feira, o ministro acompanhou de perto a realidade da segurança pública do RN. Visitou a Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na Grande Natal; o 9º Batalhão da Polícia Militar e a Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), junto com a comitiva formada pelo secretário Nacional de Segurança Pública (Senasp), Renato Paim; o secretário de Ensino e Gestão em Segurança Pública (Segen), Joselio Azevedo; o secretário de Operações Integradas (Seopi), Jeferson Lisbôa; e a diretora-geral do Departamento Penitenciário (Depen), Tânia Fogaça.

Na agenda do Ministro teve também uma reunião com a governadora Fátima Bezerra.

E as visitas foram acompanhadas pelo deputado federal General Girão e o Secretário Estadual de Segurança Pública, Coronel Araújo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *