Ministério da Justiça notifica supermercados por alta nos preços dos alimentos

Após as manifestações públicas do presidente Jair Bolsonaro, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), ligada ao Ministério da Justiça, notificou hoje as principais empresas e associações ligadas à produção e distribuição de alimentos da cesta básica. Todos terão cinco dias para responder aos questionamentos.

O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) expediu ofícios para o levantamento de dados que são necessários para aferir qualquer abusividade. Os supermercados terão que listar quais os produtos da cesta básica que tiveram maior variação no último mês e os três itens com maior reajuste. Também vão ter que mencionar os três principais fornecedores desses produtos, bem como o preço médio praticado por esses fornecedores nos últimos seis meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

janeiro 2021
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Categorias

PF apura esquema em universidade

A Superintendência da Polícia Federal em Alagoas deflagrou na manhã desta quinta-feira (11) a Operação Sucupira, com o objetivo de apurar a estrutura de um

Leia Mais

O 6 x 2 da Câmara Federal do RN

Atualmente, a Câmara Federal do Rio Grande do Norte é composta majoritariamente por representantes de Natal. Enquanto a capital tem os deputados Walter Alves (PMDB),

Leia Mais