Micarla: da Primavera Árabe para Primavera Potiguar

Única prefeita do PV em capitais, Micarla de Sousa enfrenta em Natal uma onda de protestos organizados pela internet. Os manifestantes já se preparam para coletar assinaturas para formalizar um pedido de impeachment.

Ela ainda é alvo de investigação do Ministério Público do Rio Grande do Norte por supostas irregularidades em aluguéis de imóveis para uso da administração municipal.

Manifestantes dizem que parte da inspiração veio da Primavera Árabe, onda de protestos contra governantes do Oriente Médio e do norte da África que começou em 2010 e foi amplificada pela internet.

“A insatisfação em Natal começou por questões locais, mas acabou se conectando com as revoltas árabes principalmente no uso da internet, que leva as críticas às ruas de maneira pacífica”, disse o professor de antropologia Gilson Andrade, 28, um dos líderes do movimento.

A “Primavera Potiguar” ganhou força no início deste mês, quando uma comissão foi instalada na Câmara Municipal para investigar o caso dos aluguéis foi extinta.

Com governistas na relatoria e na presidência da comissão, ela foi encerrada após a saída da oposicionista Sargento Regina (PDT), que alegou que as investigações seriam dificultadas.

A extinção levou quase cem manifestantes a invadir a Câmara. Eles deixaram o prédio após 11 dias com a promessa de que a comissão voltaria a atuar. Ela deve ser agora presidida por um membro da oposição.

Micarla negou irregularidades. Disse que determinou a entrega à Promotoria de todos os contratos de aluguel dos imóveis. Os protestos e as investigações podem atrapalhar os planos de Micarla para as eleições municipais do ano que vem.

Da Folha de São Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

outubro 2021
DSTQQSS
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31 
Categorias