Mensalão: PF atua em conjunto com a Interpol em busca do paradeiro de Pizzolato

pizolatto
Henrique Pizzolato

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou nesta quinta-feira (21) que a Polícia Federal está atuando em conjunto com a Interpol para, em diálogo com o Poder Judiciário e o Ministério Público, investigar se o ex-diretor do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato está mesmo na Itália. Um pedido de extradição não foi descartado. Pizzolato, condenado no processo do mensalão, é considerado foragido pela Justiça brasileira por não ter se apresentado na data em que deveria dar início ao cumprimento da pena.

O ministro foi questionado pela imprensa sobre o assunto após audiência pública de que participou na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado. “Há um rito processual para o processo de extradição. Há uma perspectiva de diálogo com o STF [Supremo Tribunal Federal] e o Ministério Público para que isso ocorra. Para tanto, precisamos localizá-lo, precisamos saber de seu paradeiro, precisamos de uma série de providências preliminares para que qualquer pedido possa ser feito”, informou.

Uma resposta

  1. As autoridades brasileiras, esqueceram do episódio de Cesari Batiste(Italiano), que é procurado como assalto a banco, criminoso e terrorista. A resposta brasileira não convenceu o Governo Italiana, dizendo que o mesmo estava sendo perseguindo por ser de esquerda. Os fins não justicam os meios! O Pizzolato, tem duas cidadania. Veja bem, comparado é que sabe! Qual crime mais cruel entre os dois Italiano? X e r i f e…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

julho 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Categorias

Temer poderá descer pelo ralo

Se a popularidade do presidente Michel Temer já não esta boa, imagine com esta crise em meio aos combustíveis onde a parada dos caminhoneiros provocou

Leia Mais