Médico renomado faz denúncia e diz que Ivermectina poderia ter salvo meio milhão de vidas

O médico e cientista norte-americano integrante da Front Line Covid-19 Critical Care Alliance, Dr. Pierre Kory, fez importantes declarações que responsabilizam a Organização Mundial da Saúde, OMS, sobre a morte de, pelo menos, meio milhão de vidas.

Segundo o artigo, que foi divulgado no final de março no portal de notícias World Tribune, a organização sabia dos benefícios de medicamentos como a Ivermectina. Segundo Kory, a OMS agiu de acordo com interesses particulares em beneficiar a vacina Big Pharma.

“É criminoso. É literalmente criminoso.” A droga “poderia ter salvado meio milhão de vidas este ano se tivesse sido aprovada”, declarou o renomado médico.

O termo foi cunhado pela Union of Concerned Scientists há 50 anos para descrever as estratégias que as corporações desenvolveram ao longo de décadas para “atacar a ciência quando ela vai contra seus interesses financeiros”.

Kory não poupou críticas à atuação da organização durante a pandemia. Segundo ele, as grandes empresas farmacêuticas se infiltraram na entidade mundial de saúde e direcionam suas políticas. Bill Gates é o segundo maior contribuinte financeiro da Organização Mundial de Saúde.

“Não consigo imaginar na história da indústria farmacêutica um interesse competitivo tão profundo e vasto quanto aquele que foi demonstrado contra a pequena Ivermectina”, afirmou o Dr. Kory,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

fevereiro 2024
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829  
Categorias