Médico de Bolsonaro diz que vacina matou voluntário brasileiro

Em áudio que circula em grupos de WhatsApp, o cirurgião Antônio Luiz Macedo, médico de Jair Bolsonaro, disse erradamente que a vacina de Oxford matou um voluntário brasileiro, publica a Folha.

Na gravação, Macedo afirma que os testes precisam ser feitos com “mais seriedade, com menos oba-oba, de modo que não se admita que um médico de 28 anos de idade morra testando uma vacina”.

“Pare de se testar vacina, vacina não é para se testar, vacina é para se aprovar se os dados da vacina fornecerem segurança para o médico autorizar.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

janeiro 2021
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Categorias