Maratona da Cidade do Natal (RN) que será virtual

maratona de natal Maratona da Cidade do Natal (RN) que será virtual

A Maratona da cidade do Natal (RN) chega ao terceiro ano, e por causa da pandemia do novo Coronavírus, a corrida será virtual, o que torna o esporte mais democrático do mundo ser ainda mais aberto, pois o atleta vai poder participar de onde quiser. Seja na praia, na rua, em casa, na esteira. O percurso é o atleta que vai escolher, no entanto deve seguir todas as orientações/determinações dos Órgãos de Saúde (OMS), da Prefeitura do Natal e do Governo do Estado de cada região.

As inscrições estão abertas e para participar da festa do esporte basta escolher a prova. Os percursos serão de 1km, 3km, 5km, 10km, 15km, 21 km e a prova de maior distância que são os 42 Km.

“ Decidimos manter o evento de forma virtual porque entendemos que o esporte é essencial para o fortalecimento do sistema imunológico. E as pessoas precisam manter o hábito da atividade física, respeitando todas as normas de saúde pública”, explica Liz Britto, organizadora do evento.

A maratona vai seguir algumas normas, os kits terão máscaras e serão entregues em sistema drive thru ou se o atleta preferir, pode receber o kit em casa, neste caso, de acordo com o regulamento da prova. Após ser realizada a inscrição, o atleta deverá correr a distância escolhida e na sequência, fazer a validação enviando uma foto do relógio, aplicativo de corrida ou esteira. Após enviar a imagem para a plataforma indicada pela organização, basta aguardar o e-mail de confirmação de validação do resultado.

O atleta terá de 20 a 25 de setembro para realizar a prova e registrar.  As inscrições estão abertas. Inscrições: https://maratonadonatal.com.br/site/maratonavirtual/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

janeiro 2021
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Categorias

Falta pouco, Lula

Há duas frentes abertas contra Lula em Curitiba, segundo o Estadão: “uma para apurar fraudes e corrupção em negócios do setor petroquímico relacionados à Braskem

Leia Mais