Mais de 350 médicos que foram vacinados com a Coronavac na Indonésia contraíram covid-19, dezenas foram hospitalizados

Mais de 350 médicos indonésios contraíram covid-19 apesar de terem recebido vacina da Sinovac, a Coronavac, e dezenas foram hospitalizados, disseram autoridades da Indonésia, na medida em que aumentam as preocupações sobre a eficácia de algumas vacinas contra cepas de vírus mais virulentas.

A maioria dos médicos era assintomática e estava auto-isolada em casa, disse Badai Ismoyo, chefe do escritório de Saúde do distrito de Kudus em Java Central, mas algumas dezenas estavam no hospital com febre alta e níveis de saturação de oxigênio em declínio.

Kudus está lutando contra um surto que se acredita ser causado pela variante Delta, mais transmissível, que elevou as taxas de ocupação de leitos acima de 90% no distrito.

Designados como grupo prioritário, os profissionais de saúde indonésios foram os primeiros a serem vacinados quando a campanha de vacinação começou em janeiro.

Quase todos receberam a vacina contra covid-19 desenvolvida pela empresa biofarmacêutica chinesa Sinovac, de acordo com a Associação Médica Indonésia (IDI).

Embora o número de trabalhadores de saúde indonésios morrendo de covid-19 tenha diminuído significativamente – caindo de 158 mortes em janeiro deste ano para 13 de maio, de acordo com o grupo de iniciativas de dados LaporCovid-19 – especialistas em saúde pública dizem que as hospitalizações em Java são motivo de preocupação.

“Os dados mostram que eles têm a variante Delta [em Kudus], então não é nenhuma surpresa que a infecção seja maior do que antes porque, como sabemos, a maioria dos profissionais de saúde na Indonésia receberam a Sinovac, e ainda não sabemos tudo sobre a eficâcia contra a variante Delta”, disse Dicky Budiman, epidemiologista da Griffith University da Austrália.

Um porta-voz do Sinovac e do ministério da Saúde da Indonésia não estava imediatamente disponível para comentar a eficácia do Coronavac contra as variantes mais recentes do coronavírus.

Lutando com um dos piores surtos na Ásia – com mais de 1,9 milhão de casos e 53.000 mortes -, a Indonésia viu um grande impacto sobre os médicos e enfermeiras, com 946 mortes.

Muitos agora estão experimentando a fadiga da pandemia e adotando uma abordagem mais relaxada para os protocolos de saúde depois de serem vacinados, disse Lenny Ekawati, do LaporCovid-19.

“Esse fenômeno acontece com bastante frequência hoje, não apenas na comunidade em geral, mas também entre profissionais de saúde”, disse. “Eles pensam que estão seguros porque foram vacinados.”

Mas, à medida que mais casos da variante Delta altamente transmissível são identificados na quarta nação mais populosa do mundo, os dados começam a contar uma história diferente.

Em toda a Indonésia, pelo menos cinco médicos e uma enfermeira morreram de covid-19, apesar de terem sido vacinados, de acordo com o grupo de iniciativa de dados, embora um deles tenha recebido apenas a primeira dose.

Reuters

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Categorias

Barbosa, testado e desgastado

Editorial O Estado de S. Paulo A meta de superávit primário fixada para 2016 é insuficiente para a contenção da dívida pública Com uma longa

Leia Mais