Maioria das cidades em ‘lockdown’ segue com aumento da Covid-19

juazeiro Maioria das cidades em 'lockdown' segue com aumento da Covid-19

Quatro dos cinco municípios cearenses que atualmente estão sob isolamento social mais restritivo continuam com curva crescente nos casos do novo coronavírus. Sobral, que estava em ‘lockdown’ até a última semana e, agora, em transição, apresentou achamento da curva, tanto dos casos, como de óbitos, durante o período de isolamento rígido. Juazeiro do Norte é o que tem pior cenário. Em lockdown desde o último dia 22, os registros na cidade crescem em assustadora velocidade.

Na semana anterior ao isolamento rígido, o crescimento do número de casos em Juazeiro foi de 606 (58%) e de mortes, 26. Nas semanas seguintes, os números continuaram progredindo, tendo a última semana, entre 5 e 12 de julho o recorde em óbitos e pessoas infectadas: 2.123 e 49, respectivamente. O número de juazeirenses que testou positivo chegou a 303 por dia, em média. Hoje a cidade tem 6.310 infectados e 160 vidas perdidas por decorrência da Covid-19, conforme boletim da Secretaria da Saúde do Município.

Outra cidade em isolamento mais rígido que vê seus números crescerem é o Crato, que antes do lockdown apresentou aumento de 61%. Este índice se mantém estável nas últimas duas semanas. Já o número de óbitos, antes do isolamento mais rígido, era de oito. A última semana entre 5 e 12 de julho registrou seu recorde negativo com nove vítimas. Nós tentamos contato com a Secretaria da Saúde do Município, mas até o fechamento desta matéria não houve retorno.

Barbalha também tem apresentando crescimento. A semana anterior ao lockdown houve um salto de 216 para 369 casos, ou seja, 70,8%. Os números, após o isolamento, não regrediram. A secretária da Saúde Pollyanna Callou lamenta que mesmo em isolamento social rígido as pessoas não se mantêm em casa. “Infelizmente não vejo este reflexo (nas ruas). Os números seguem aumentando”, lamenta.

Em Iguatu, na região Centro-Sul, o cenário aponta para horizontes opostos. Na semana em que iniciou o lockdown, em 25 de junho, houve um aumento de 26,5% no número de casos, saltando de 850 para 1.076. Nas semanas seguintes teve, prevalência no crescimento; no entanto, os números mostram uma queda sensível no número de mortes, saindo de cinco para quatro. Também tentamos contato com o secretário da Saúde, Georgy Xavier, mas sem retorno.

Na semana anterior ao início do ‘lockdown’ em Sobral, o Município registrava crescimento de 52,22% no número de casos, saindo de 1.595 para 2.428. O número de mortes entre 24 e 31 de maio foi de 32. A semana seguinte, ainda sem os efeitos do isolamento, houve um recorde de mortes, somando 56 vítimas.

Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

janeiro 2021
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Categorias

Vai te ‘rear pra lá”

O presidente francês, Emmanuel Macron, voltou a subir o tom contra Jair Bolsonaro nesta segunda-feira (26), dizendo esperar que “os brasileiros tenham logo um presidente

Leia Mais