Júri popular condena acusado de matar ex-mulher a 16 anos de reclusão

O 2º Tribunal de Júri de Natal condenou Marcos Antônio Izaias de Macedo a 16 anos de reclusão pela morte de sua ex-mulher Alexsandra Moreira da Silva. A sentença foi proferida pelo juiz Geomar Brito Medeiros, que presidiu a sessão do júri popular realizada nesta segunda-feira (23), no Fórum Miguel Seabra Fagundes.

O réu estava detido na Cadeia Pública de Natal desde o homicídio, ocorrido em dezembro de 2014. Ele foi condenado pelo crime de homicídio triplamente qualificado por motivo torpe, utilização de meio cruel, e meio que dificultou a defesa da vítima.

Segundo os autos, os casos de agressão a Alexsandra eram frequentes durante todo o relacionamento que começou quando a vítima tinha 13 anos. Alexsandra já possuía medida protetiva contra o ex-marido, fazia tratamento psicológico pelas agressões e foi acolhida em casa abrigo.

Alexsandra Moreira da Silva foi morta com 21 facadas dentro de um ônibus quando estava indo para o trabalho, no dia 18 de dezembro de 2014. O acusado pediu parada no bairro de Felipe Camarão e ao entrar no coletivo, atacou a ex-mulher. Alexsandra faleceu a caminho do hospital. Ao tentar fugir, o réu foi linchado pela população, que só parou a agressão com a chegada da polícia ao local.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

dezembro 2021
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 
Categorias