Jovem é preso na BR-101 com 10 comprimidos de ecstasy na boca

whatsapp_image_2017-02-27_at_17.11.23Dois jovens de 19 anos foram presos na segunda-feira (27) na BR-101 em Tubarão, no Sul de Santa Catarina. O motorista do carro estava embriagado e o passageiro tinha 10 comprimidos de ecstasy na boca, que se desmacharam e deixaram a língua dele verde, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A guarnição foi acionada após denúncias de que um Onix, com placas de Belo Horizonte (MG), “transitava perigosamente” pela rodovia. Os policiais pararam o veículo e constaram a embriaguez do condutor.  O carro foi apreendido.

Conforme a PRF, um dos ocupantes estava com a boca esverdeada. “Ao questionarem ele sobre o motivo da cor verde nos lábios, foram informados de que o jovem, na tentativa de ocultar a droga, havia colocado 10 comprimidos de ecstasy dentro da boca e os mesmos se desmancharam, aderindo à sua língua e colorindo a mucosa oral”, informou a PRF.

Os dois, naturais de Criciúma, foram encaminhados à Central de Plantão Policial de Tubarão. De acordo com a PRF, o jovem que colocou o ecstasy na boca ficou bem, pois não engoliu os comprimidos. “Ele cuspiu depois. A mucosa bucal absorveu um pouco, mas não o suficiente para causar efeito”.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

Consumo de energia aumenta

Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) afirmou   que o consumo total de energia elétrica no país voltou cresceu 0,8%. O CMSE destacou que o percentual

Leia Mais

Brasil, terra de contrastes

Este poderia ser o enredo permanente para o desfile do Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos de Pindorama. Durante o carnaval, as ruas abarrotadas de

Leia Mais

Vídeo: Bolsonaro chuta Pixuleco

Em frente ao Palácio do Planalto, durante a manifestação pró-governo, Jair Bolsonaro chutou um Pixuleco, o boneco de Lula com uniforme de presidiário. Clique abaixo

Leia Mais