Jornalista português que veio cobrir ato de Bolsonaro é detido pela PF no aeroporto de Guarulhos

O jornalista português, Sérgio Tavares, foi detido pela PF (Polícia Federal) no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, na sua chegada ao Brasil na manhã deste domingo (25). Ele viajou ao país para cobrir o ato convocado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), marcado para às 15h na avenida Paulista.

“Estou retido no aeroporto de São Paulo, todos os passageiros tiveram autorização para sair, menos eu. A Polícia Federal tem o meu passaporte retido e dizem-me que o superior me quer fazer questões. Tudo porque vim divulgar a manifestação pela democracia convocada por Bolsonaro”, escreveu o jornalista em legenda de vídeo publicado no X (ex-Twitter) às 8h24.

Eu vim apenas tirar imagens do evento de Bolsonaro para mostrar ao mundo essa grande manifestação pela democracia que se vai passar hoje”, disse no vídeo. “Espero que os meus direitos sejam cumpridos e que não me façam passar por nada injusto, por nada que eu não mereça.

Na sequência, Tavares fez uma nova publicação. Disse que às 10h14 já estava sendo interrogado pela PF referente declarações “sobre urnas, fraude eleitoral, ditadura do judiciário e vacinas”. Segundo o jornalista, por orientação de seu advogado, manteve-se em silêncio.

Em publicação anterior, feita de dentro do avião na noite de sábado (24.fev), Tavares disse que sua viagem ao Brasil “serviria para mostrar à Europa um gigantesco grito de revolta do povo brasileiro contra a ditadura em que o país mergulhou”.

O jornalista planejava ir a Brasília na 2ª feira (26.fev) para uma audiência do Senado Federal sobre a obrigatoriedade da vacinação anticovid. Declarou que iria “denunciar ao mundo a atrocidade da vacinação obrigatória da covid em bebês e crianças”.

No começou deste mês, Tavares publicou uma entrevista em que Bolsonaro afirmou que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) atuou contra sua reeleição.

A Justiça brasileira, o Supremo Tribunal Federal tirou o Lula da cadeia e depois o tornou elegível. E, depois, o Supremo Tribunal Federal, que 3 dos seus ministros compõem o Tribunal Superior Eleitoral, também trabalharam lá fazendo gestões para eleger Lula a qualquer preço”, disse Bolsonaro. “Acabaram as eleições no ano passado [no caso, 2022], e ninguém consegue entender como Lula da Silva ganhou”, completou.

Também conforme o ex-presidente, a Justiça brasileira faz de tudo para condená-lo. “Perseguição em cima de perseguição. Tudo fazem para achar uma maneira de me condenar, mas não acham nada, porque não tem nada. Fiz um governo limpo no Brasil”, declarou.

O Poder360 entrou em contato com o jornalista Sérgio Tavares e com o aeroporto de Guarulhos. O jornalista afirmou que fará uma live em seu canal no YouTube ainda neste domingo (25) para explicar a situação. Já o aeroporto de Guarulhos não respondeu até a publicação desta reportagem.

Poder 360

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  
Categorias