Invulnerável, Temer exagera na falta de recato

O governo de Michel Temer tornou-se o túmulo do recato. O pudor perdeu o sentido. Num instante em que o Tribunal Superior Eleitoral levanta os podres da campanha de 2014 e a Procuradoria-Geral da República se prepara para formalizar uma avalanche de inquéritos decorrentes das delações da Odebrecht, o presidente promove no Congresso uma despudorada dança de cadeiras.

Temer confirmou no final de semana que Romero Jucá (PMDB) —oito inquéritos no Supremo Tribunal Federal, três deles na Lava Jato— responderá pela liderança do governo no Senado no lugar do tucano Aloysio Nunes (PSDB), deslocado para o Itamaraty. O deputado André Moura (PSC) —cinco inquéritos e três ações penais no Supremo— será líder do governo no Congresso, posto que era exercido por Jucá.

IMG_7158

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

fevereiro 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  
Categorias

Pouso forçado

Tinha tanta gente, ontem, esperando Lula na beira do canal da Transposição, em Monteiro, que o helicóptero que o conduzia não conseguiu pousar onde estava

Leia Mais