Henrique não sabia que tinha ‘grana’ na Suiça

henrique_veja

O jornal O Globo, edição de hoje, traz uma reportagem mostrando que o ex-deputado Henrique Alves reconheceu, em defesa apresentada à Justiça Federal de Brasília, que usou um escritório de advocacia uruguaio para abrir uma conta na Suíça em 2008. Admitiu também que é formalmente o beneficiário da conta. Mas, argumentou que, por motivos burocráticos, não conseguiu movimentá-la e preferiu deixá-la inativa. Assim, alegou que os US$ 832.975,98 depositados na conta — e que segundo a Procuradoria Geral da República (PGR) era dinheiro de propina — foram movimentados por terceiros, sem seu conhecimento.

Após ser envolvido em uma série de acusações na Operação Lava-Jato, o então ministro do Turismo, pediu demissão em junho do ano passado.

Os valores — que equivalem a R$ 2.573.895 no câmbio de hoje — foram depositados em três datas diferentes: 5 de outubro, 18 de novembro e 8 de dezembro de 2011. Segundo a PGR, trata-se de propina paga pela empreiteira Carioca Engenharia com o objetivo de liberar recursos do Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS), administrado pela Caixa Econômica Federal. O dinheiro serviria para o financiamento de obras do Porto Maravilha, no Rio de Janeiro.

“É importante ressaltar que a utilização indevida da citada conta bancária e os depósitos acima mencionados jamais foram de conhecimento do acusado”, diz trecho de um documento assinado pelos advogados Marcelo Leal e Luiz Eduardo Ruas do Monte e que integra uma ação penal na Justiça Federal de Brasília.

Outros dois depósitos foram feitos nos anos anteriores — um no valor de US$ 980, em 14 de setembro de 2009, e outro de US$ 10 mil, em 21 de junho de 2010. O primeiro, diz a defesa, “ao que tudo indica, foi realizado apenas para efetivar a abertura da mencionada conta, o que, vale repetir, foi realizado sem o seu conhecimento”. O segundo, “aparentemente para arcar com o pagamento de suas taxas bancárias e despesas operacionais”.

Ainda de acordo com a reportagem do jornal O Globo, os advogados de Alves afirmaram que Henrique só descobriu o depósito depois que o processo judicial contra ele foi ajuizado.

“Somente ao tomar conhecimento dos documentos que instruem a presente ação penal é que o acusado teve ciência de que, mais de um ano após a data em que teria assinado a procuração para abertura da mencionada conta, precisamente em 14 de setembro de 2009, foi realizado o depósito de sua abertura no valor de U$ 980,00”, dizem os advogados de Henrique Alves.

Uma resposta

  1. Isso é de quem tem muita grana conseguida na moleza, esconde em tantos lugares que depois esquecem! kkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

fevereiro 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  
Categorias

Bolsonaro receberá embaixadores árabes

O presidente da República, Jair Bolsonaro, começará a receber, individualmente, embaixadores de países árabes para conversas. A decisão do presidente tem como objetivo minimizar, dentro

Leia Mais

O Papa e o Pastor. Confissões?

No início da tarde desta segunda-feira (25) foram vistos almoçando em uma mesa reservada do Restaurante Peixada da Comadre, em Natal, o Papa-Jerimum e o

Leia Mais

Assú (RN) presente no MCom no RN

https://assu.rn.gov.br/assu-presente-no-mcom-no-rn/ Na manhã desta segunda-feira (18), a convite do Ministério das Comunicações, a Prefeitura Municipal do Assú (RN), representada pela vice-prefeita Fabielle Bezerra, esteve presente

Leia Mais

Bolsonaro recusa dinheiro

Jair Bolsonaro está recusando dinheiro. Ele disse para o Estadão: “Temos independência para trabalhar. É comum em reuniões que faço alguém falar: ‘Vamos ajudar financeiramente

Leia Mais

Vai fazer mágica, Fátima?

A governadora do Rio Grande do Norte Fátima Bezerra prometeu, desde janeiro quando assumiu a gestão, pagar os salários atrasados com a entrada de recursos

Leia Mais