Henrique diz que “Dilma está mais afável”

Seis meses após assumir a Presidência da República, Dilma Rousseff imprimiu um estilo diferente na relação do Palácio do Planalto com a base aliada. Um estilo que está deixando os integrantes da aliança governista preocupados, porque eles não estão conseguindo antecipar os movimentos da presidente.

A presidente tem adotado esse perfil sob a alegação de que pretende imprimir um estilo de governo mais gerencial, menos preso a barganhas e jogos políticos. Uma novidade em Brasília, capital acostumada ao loteamento de espaços na máquina federal e à troca de apoio parlamentar por liberação de emendas para deputados e senadores. Essa disposição paralisou o governo por diversas vezes ao longo deste primeiro semestre.

O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), pensa diferente. Ele espera que o coquetel oferecido por Dilma aos aliados na última quarta-feira possa significar um distensionamento nesse relacionamento.  “Dilma está mais afável, mais à vontade. Acho que ela está começando a se acostumar com essa relação”, diz Alves.

Mas ele admite que esses primeiros momentos não foram fáceis. “Ela é técnica, não política, estamos tentando aprender como lidar com ela. Mas é sempre melhor esse estilo franco do que a dissimulação ou o empurrar com a barriga”, enfatiza o líder do PMDB na Câmara.

Do Correio Braziliense

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Categorias