Henrique Alves saiu em defesa de coordenador da reforma política

henrique PECO Estadão destacou que o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB), saiu em defesa do coordenador do Grupo de Trabalho da Reforma Política, deputado petista Cândido Vaccarezza (PT-SP). Após o Diretório Nacional do PT endossar a nota da bancada na Câmara, que declarou que as opiniões de Vaccarezza “não expressam o pensamento nem da bancada na Câmara nem do PT”, Alves disse que não é mesmo função do seu escolhido para comandar a reforma política representar as opiniões do PT. “Quem representa o pensamento e a diretriz do partido é o indicado pela bancada”, rebateu o peemedebista.

Alves ressaltou que cabe a Vaccarezza organizar as tarefas do Grupo de Trabalho e que o coordenador precisa ter “ótimo relacionamento com todos os partidos”. Ele lembrou que, com a desistência do petista Henrique Fontana (RS), seu substituto, Ricardo Berzoini (SP), deve assumir a função natural de expressar as opiniões do PT. “O Berzoini agora dirá o que quer e como o PT quer a reforma. Simples”, afirmou. O peemedebista enfatizou que os trabalhos deste comitê “não excluem qualquer outra iniciativa de plebiscito que, por outros caminhos, surgir”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Categorias

Subsecretário da ONU visita Caicó

Hoje de manhã foi realizado um encontro na Associação das Bordadeiras do Seridó para analisar as estratégias de Desenvolvimento Regional Sustentável, DRS, do Banco do

Leia Mais