Governo vai atender setor salineiro e editará MP isentando o adicional de frete

O governo federal deve editar em breve uma medida provisória mantendo a isenção do AFRMM (Adicional de Frete para Renovação da Marinha Mercante) sobre mercadorias cuja origem ou destino final seja porto localizado nas regiões norte e Nordeste. A garantia foi dada hoje pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, a parlamentares da bancada potiguar, a governadora Rosalba Ciarline e a representantes do setor salineiro. A deputada federal Fátima Bezerra, presenta à reunião, defendeu a isenção como essencial para setor salineiro, que está sofrendo o duping do sal chileno.

“O presidente Lula teve a sensibilidade de manter a isenção, esperamos o mesmo da presidenta Dilma”, afirmou.

“Essa MP é necessária, pois não podemos perder nenhuma indústria brasileira”, afirmou o ministro Pimentel. A reinvindicação do setor é de que a isenção, que vai acabar em janeiro do próximo ano, se estenda por mais dez anos.

Durante a reunião, também foi sugerido que seja apresentada uma emenda de plenário inserindo a previsão da isenção do AFRMM em alguma das MPs em tramitação na Câmara dos Deputados. A emenda teria o apoio de toda a bancada potiguar.  De acordo com Sindicato da Indústria da Extração do Sal no Rio Grande do Norte, a indústria salineira potiguar é responsável por 95% do sal consumido no país e gera no estado 15 mil empregos diretos e 500 mil indiretos. Da bancada potiguar estavam presentes os deputados Fátima Bezerra, Sandra Rosado, Henrique Alves, Rogério Marinho, Felipe Maia e Paulo Vagner, o senador José Agripino e o ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2024
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Categorias

Motoristas do RN assustados

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) divulgou nesta quinta-feira (11) que ainda não sabe quando começam a operar os novos radares de velocidade

Leia Mais