Ex-general do BEC de Caicó acredita que poderá encontrar ainda irregularidades no Dnit

Indicado para assumir a diretoria-geral do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), o general Jorge Ernesto Pinto Fraxe, reconheceu nesta terça-feira (23) que ainda podem haver irregularidades no órgão.

“Deve ter muito problema em potencial. Estamos falando em R$ 14 bilhões contratados em obras com base em que projetos? Eu não sei”, afirmou Fraxe em sabatina no Senado Federal na qual citou o orçamento do Dnit previsto para este ano.

“Nós temos que reavaliar a estrutura organizacional no Dnit, dando uma estrutura compatível com a missão que ele tem”, afirmou o general, que substitui Luiz Antonio Pagot. Ele foi indicado pela presidente Dilma Rousseff após uma série de acusações de corrupção no Ministério dos Transportes e nos órgãos ligados à pasta e agora aguarda aprovação dos senadores. Ao todo, 28 servidores foram afastados, incluindo o ministro da pasta, Alfredo Nascimento.

Indicado para a diretoria-executiva do Dnit, Tarcísio Gomes de Freitas disse que o órgão está “no nível mais baixo na gestão de projetos”.

“O Dnit deve passar por uma reestruturação, por uma reengenharia. É preciso elevar o nível de maturidade em gestão de projetos”, afirmou Freitas, auditor da CGU (Controladoria-Geral da União)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

setembro 2021
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930 
Categorias