G7 condena ataque histórico do Irã a Israel

Antes mesmo do fim da reunião do G7 para discutir o ataque do Irã a Israel, um dos integrantes afirmou que os líderes dos sete países mais ricos do mundo condenaram a ação. O encontro está sendo realizado on-line e foi pedido pela Itália.

A notícia é do Metrópoles. “Com os líderes do G7, condenamos por unanimidade o ataque sem precedentes do Irã contra Israel”, publicou Charles Michel, presidente do Conselho Europeu.

Nas palavras dele, este é o momento em que “todas as partes devem exercer moderação”. “Continuaremos todos os nossos esforços para trabalhar no sentido da desescalada [da violência]. Acabar com a crise em Gaza o mais rapidamente possível, nomeadamente através de um cessar-fogo imediato, fará a diferença”, apontou.

O próprio Conselho Europeu vai discutir a situação no Médio Oriente na próxima semana.

O conflito ganhou um novo capítulo no sábado (13/4), após o Irã lançar dezenas de drones e mísseis em direção à Israel. O sistema de defesa israelense interceptou os objetos disparados pelo rival. Segundo as Forças de Defesa do país, 99% das armas foram interceptadas.

O estopim para a ofensiva de Teerã foi um bombardeio contra a embaixada iraniana em Damasco, na capital da Síria, que deixou mais de uma dezena mortos. Entre as vítimas, está um general da Guarda Revolucionária do Irã e um comandante das Forças Quds. O ataque foi atribuído a Israel, que nega envolvimento na ação.

O grupo, que conta com a participação de Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido (além de um representante da União Europeia), fez a reunião a pedido da primeira-ministra italiana, Giorgia Meloni.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
Categorias