Futuro líder do PSD defende independência e prevê bancada com 60 deputados

O mais novo partido brasileiro (PSD) espera fechar o mês de outubro com 60 deputados. Até o momento, 50 já estão confirmados na sigla, por terem participado do ato de fundação. Os números foram confirmados nesta sexta-feira pelo futuro líder da legenda na Câmara, deputado Guilherme Campos (SP), hoje no DEM. O processo de desfiliação dos atuais parlamentares e de filiação ao PSD começou formalmente na quarta-feira (28), um dia após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deferir o registro do partido, e vai durar 30 dias.

“A nossa expectativa era ter mais de 50 deputados. Então, estamos na meta”, disse Campos. Se o número chegar a 54, o PSD será a terceira força política da Câmara entre os partidos, atrás apenas do PT, que tem 86 deputados, e do PMDB (80). E será a quarta força se for levado em conta o critério de bloco, que pesa nas votações do Plenário: o bloco PSB/PTB/PCdoB tem 68 deputados. No Senado, dois senadores já estão confirmados no PSD.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

Categorias