Fogo bandido: ONGs são suspeitas de causar incêndio no Pará

A Polícia Civil do Pará prendeu quatro integrantes de uma brigada voluntária de combate a incêndios florestais suspeitos de atearem fogo numa Área de Proteção Ambiental em Alter do Chão, em setembro deste ano, informa o G1.

Foram presos Daniel Gutierrez Govino, João Victor Pereira Romano, Gustavo de Almeida Fernandes e Marcelo Aron Cwerver, todos integrantes da Brigada de Alter do Chão.

A entidade teria recebido R$ 300 mil, por intermédio das ONGs Projeto Saúde e Alegria e o Instituto Aquífero Alter do Chão. Parte do dinheiro, R$ 70 mil, teria sido recebida para vender à WWF imagens do fogo.

Em nota, a brigada negou as acusações e se disse “em choque com a prisão de pessoas que não fazem senão dedicar parte de suas vidas à proteção da comunidade”.

Uma resposta

  1. Xerife, um detalhe importante todas essas ONGs são ligadas ao PT,e fizeram isso na época pra tentar desestabilizar o governo do presidente Bolsonaro,inclusive com o apoio da igreja católica.
    Só que o tiro saiu pela culatra!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

agosto 2022
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

Roberto Germano não tá nem aí 

O blogue do “Xerife” já havia antecipado que o prefeito de Caicó Roberto Germano estaria pouco se “lixando” para os servidores municipais que estão fazendo

Leia Mais