Flávio Bolsonaro conversa com Valdemar Costa Neto sobre ação contra Moro, diz colunista

De acordo com o colunista do Metrópoles Igor Gadelha, o filho 01 do ex-presidente da República Jair Messias Bolsonaro (PL), o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) procurou pessoalmente o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, para pedir que o cacique desista de prosseguir com a ação que pode cassar o mandato de Sergio Moro (União-PR) no Senado. Flávio e Valdemar conversaram na segunda-feira (15). No diálogo, o senador argumentou com o dirigente que o prosseguimento da ação pode prejudicar o PL no Paraná, inclusive na eventual eleição suplementar para vaga de Moro, caso o ex-juiz seja cassado.

Gadelha aponta que a avaliação do filho do ex-chefe do Palácio do Planalto é de que, ao insistir com o processo mesmo após o TRE do Paraná absolver o ex-magistrado, levará o PL a se indispor com o eleitorado do ex-juiz. Essa indisposição pode prejudicar o candidato do partido na eleição para a vaga de Moro no Senado.

Ainda segundo o Metrópoles, para o clã Bolsonaro, a sigla não precisa comprar essa briga, uma vez que o PT, que também é autor da ação contra Moro, já anunciou que vai recorrer ao TSE contra a decisão do TRE do Paraná. O Ministério Público Eleitoral também pode recorrer da decisão. Gadelha também destaca que ainda na conversa com o dirigente partidário, Flávio afirmou que o argumento usado pelo presidente do PL para prosseguir com a ação não se sustenta. O cacique tem alegado que, caso desista do processo, teria de pagar uma multa milionária aos advogados que cuidam do caso.

O Metrópoles acrescenta que além de Flávio, o próprio Bolsonaro pediu indiretamente a Valdemar — os dois estão impedidos de se falar diretamente por ordem do STF — para que não recorra na ação contra Moro. O ex-presidente, inclusive, fez duras críticas ao cacique nos últimos dias. Conforme noticiou a coluna de Gadelha, o entorno de Bolsonaro suspeita que Valdemar insiste com a ação porque estaria sofrendo uma suposta pressão de ministros do STF que veem Moro como desafeto político desde a época da Lava Jato, algo que o cacique nega.

Uma resposta

  1. Seria muito contraditório , o PL respaldar decisões esdrúxulas, impetradas pelo abutre Alexandre de Moraes.
    SACANAGEM!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
Categorias