Flávio Bolsonaro aciona Conselho de Ética contra Renan Calheiros por atuação na CPI da Pandemia

O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) protocolou junto ao Conselho de Ética do Senado representação contra o relator da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado, Renan Calheiros (MDB-AL), por abuso de suas prerrogativas constitucionais ao, de acordo com ele, ter montado um “bunker paralelo” para obter informações de forma ilegal.

Flávio também acusa Renan de ter adotado conduta “totalmente dissociada da atuação” dos congressistas.

Flávio acusa Renan de ter “sentimento pessoal de vingança” contra ele e diz que o relator pretende obter provas ilegais para subsidiar seu parecer.  O senador diz ainda que o modo de agir de Renan na CPI é “totalmente desarrazoado ao promover a inversão de valores” no cometimento de abusos e excessos no seu trabalho.

“Lamentável concluir que o denunciado necessite fazer uso de meios escusos, obtenção criminosa de informações sob sigilo de justiça, para direcionar o seu propósito que está muito longe da finalidade de uma CPI: apurar fato de maneira imparcial ou impessoal”, escreve Flávio no documento.

O Conselho de Ética do Senado, no entanto, está suspenso desde o ano passado por causa da pandemia e não há, por enquanto, previsão de quando ele retornará. Há outros processos na gaveta que podem ser analisados antes do caso de Renan.

Poder 360

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
Categorias