Fica na tua Girão! Natália tá certa

A deputada federal petista bolivariana Natália “Barulhenta” Bonavides passou o dia 31 de março BATENDO na Ditadura Militar de 64. Com razão. Aquele TROÇO foi uma página negra da história do Brasil. Eu vivi uma boa parte daqueles momentos. Incompensável foi a ATITUDE do deputado federal General “Todo Certinho” Girão contestar as posições de Natália. Que ele chama de Contra-Revolução. Contra revolução foram meus “eggs”. A “Barulhenta” tá certa.

4 respostas

  1. Não concordo XERIFE, a revolução de 64 livro o Brasil do abismo comunista assassino, vc deve estudar os detalhes e a geopolítica da época, graças aos militares , salvaram os brasileiros dessa peste malina chamada comunismo.

  2. Eu não vivenciei esse período, posso falar pouco. Mas meu pai passou por esse período, e segundo ele me contava, nunca foi nem parado pela polícia. Ainda segundo ele, trabalhador e “gente de bem” como ele mesmo classificava, não era incomodado pela ditadura. Pra ele, foi um período de ordem. Toda vez que a gente falava do perído militar, ele dizia simplesmente: “Pra mim, foi um tempo bom”.

  3. O grande problema da ditadura militar é que neste período negro da história brasileira muitos inocentes, que não tinham absolutamente NADA A VER com comunismo ou coisa parecida, foram torturados e mortos brutalmente, por puro sadismo de ALGUNS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

maio 2021
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Categorias

A crise virá

Acabou o dinheiro. Sem reformas estruturais, não há saída para a economia, diz Vinicius Torres Freire, na Folha de S. Paulo: O paradão caminhoneiro e

Leia Mais