Fábio Faria: “Rogério e Benes formaram uma chapa e eu não fui consultado”

Ministro das telecomunicações Fábio Faria concedeu uma entrevista à TV Ponta Negra, nesta sexta-feira, 24. Momento em que fez questionamentos sobre a gestão da governadora Fátima Bezerra e defendeu uma política anti-PT no Estado.

Fábio Faria fez um balanço das ações do governo federal e atribuiu o índice da inflação à queda na produção e procura por compra de alimentos, com recursos do auxílio emergencial. “A estratégia do governo Bolsonaro é continuar trabalhando.

O mundo todo sofreu e está sofrendo a comida ficou mais cara, fato que gerou o aumento na inflação. Uma situação que acometeu o mundo todo. Mas mesmo assim, o Brasil foi o país que menos caiu o PIB o ano passado. Esse ano teremos um crescimento, vamos crescer economicamente mais do que caímos o ano passado.

Isso tudo devido ao trabalho que vem sendo feito pelo governo federal. Antes da pandemia haviam 19 estados com folhas atrasadas e hoje não tem nenhum. Os 27 estão com folhas em dia por que o governo federal enviou recursos para os estados.

Questionando sobre as pesquisas que elevam o nome do ex-presidente Lula ao topo para a corrida presidencial, o ministro, falou que “o debate político continua”. “Temos uma CPI batendo todos os dias no presidente. É esse embate que travamos diariamente contra parte da mídia, a CPI.

A oposição toda unida, os adversários se uniram contra o presidente, e o ex-presidente Lula surfando nisso. Conseguiu sair da inegelibilidade com uma liminar, Fábio Faria: “Vamos comparar os 4 anos do governo Bolsonaro com o governo do PT” com o Ministro Rogério Marinho, normal, faz parte do jogo político. Ele se uniu com alguns políticos e partidos, formou uma chapa, eu não fui consultado, nem o deputado Benes, nem Rogério me consultou a respeito disso. Mas temos um combinado, e no final ano vamos sentar com presidente para definir tudo. Até lá vamos trabalhar. Se houve possibilidade de uma viabilidade, a minha candidatura ao Senado é natural, tenho 4 mandatos de deputado federal. Uma candidatura depende de muita coisas. O Ministro Rogério tá fazendo seu trabalho, tem um ministério forte com muitos recursos, tem muitos prefeitos e deputados estaduais. Desejo boa sorte para ele. Eu vou continuar fazendo meu trabalho, lá na frente quem sabe possamos conversar e buscar uma solução para o projeto anti PT para o Estado, é o que estamos buscando”.

Fábio criticou a gestão do governo Fátima Bezerra: “É um Governo que não tem nenhuma entrega, nenhuma realização, e não há com a pandemia, um fato que abalou todo o mundo. Aqui no Brasil perdemos muitas pessoas, parentes, muitos perderem trabalho, emprego. Com isso a produção diminuiu, e com o auxílio emergencial, à população comprou mais comida, por isso está vivendo um momento onde está observando tudo de camarote. Mas quando começar o período eleitoral vamos comparar os 4 anos do governo Bolsonaro com o governo do PT, fazer uma comparação e relembrar tudo que ocorreu, e vamos ver. Vamos ver se o povo vai abrir mão de um governo que muita gente critica pelo que ele fala. E vamos ver se o povo vai decidir por um governo que completou 1000 dias de mandato sem nenhum caso de corrupção, ou voltar para o legado anterior. Vimos o que eu aconteceu nos últimos nos do governo do PT. O caos que que foi instalado”.

Indagado sobre o racha na base do presidente aqui no Estado, em relação à corrida para o Senado, o ministro disse ser normal: “Eu conversei lutamente nada que a governadora Fátima tenha feito. O presidente Bolsonaro tem sido o governador do Estado do Rio Grande do Norte. Não podemos dar margem a nenhuma candidatura do PT”, finalizou o ministro Fábio Faria.

Agora RN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

novembro 2021
DSTQQSS
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930 
Categorias