Ex-guarda de campo de concentração nazista vai a julgamento aos 100 anos

Um ex-guarda do campo de concentração de Sachsenhausen, agora com 100 anos, vai a julgamento na Alemanha. Ele é acusado de contribuir para a morte de mais de 3 mil pessoas durante a Segunda Guerra Mundial.

Os promotores acusaram o homem, que foi membro do partido nazista, de ter ajudado na morte de 3.518 pessoas no campo de concentração de Sachsenhausen. Ele atuou como guarda na torre de vigia entre 1942 e 1945.

Os médicos disseram que o homem, que não foi identificado por causa das convenções alemãs sobre o relato de julgamentos criminais, só poderá ser julgado em sessões limitadas a duas horas e meia por dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

Categorias