Estupro sem dolo em Belém do Brejo do Cruz (PB)

É inacreditável. Em manifestação feita na ação popular nº 0803179-79.2020.8.15.0141 na data de hoje (04.11.2020), a advogada do Município de Belém do Brejo do Cruz (PB) reconheceu que os supersalários pagos aos secretários municipais no ano de 2020, que geraram um prejuízo de R$ 127.494,18 (cento e vinte e sete mil, quatrocentos e noventa e quatro reais e dezoito centavos) aos cofres públicos, são ilegais, mas que os secretários não agiram com dolo ou má-fé e que, portanto, não estariam obrigados a devolver, o que foi acatado pelo Sr. Prefeito.

É exatamente a tese do estupro sem dolo: o povo sofreu, mas não houve a intenção.

Com a palavra, o prefeito Evandro Maia Pimenta.

estupro em belem Estupro sem dolo em Belém do Brejo do Cruz (PB)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

janeiro 2021
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Categorias

Vices: Não troco um pelo outro

Colocar o filho de Rosalba Ciarlini, Kadu Ciarlini, como candidato a vice-governador de Carlos Eduardo Alves foi ‘idiotice’. Um nome totalmente desconhecido da política estadual.

Leia Mais

Sem substituto para Lula ainda

Dirigentes do PT não identificam nenhum político com mandato eletivo com liderança suficiente para substituir o ex-presidente Lula, em futuro próximo. Guilherme Boulos, líder do

Leia Mais