Estupro sem dolo em Belém do Brejo do Cruz (PB)

É inacreditável. Em manifestação feita na ação popular nº 0803179-79.2020.8.15.0141 na data de hoje (04.11.2020), a advogada do Município de Belém do Brejo do Cruz (PB) reconheceu que os supersalários pagos aos secretários municipais no ano de 2020, que geraram um prejuízo de R$ 127.494,18 (cento e vinte e sete mil, quatrocentos e noventa e quatro reais e dezoito centavos) aos cofres públicos, são ilegais, mas que os secretários não agiram com dolo ou má-fé e que, portanto, não estariam obrigados a devolver, o que foi acatado pelo Sr. Prefeito.

É exatamente a tese do estupro sem dolo: o povo sofreu, mas não houve a intenção.

Com a palavra, o prefeito Evandro Maia Pimenta.

estupro em belem Estupro sem dolo em Belém do Brejo do Cruz (PB)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Categorias

Soltem todos! Ora!

Com a sinalização do Supremo para afrouxar as prisões e evitar o surgimento de “novos Moros”, os desembargadores começam a colocar as mangas de fora.

Leia Mais