“Estão me subestimando”, diz Robinson sobre eleições 2014

robinson TNO plano “A” do vice-governador Robinson Faria, do PSD, para 2014, é se candidatar ao Governo do Estado em 2014. O plano “B”, ser candidatar ao Governo. E o “C”? Bem, o “C” é ser candidato a governador. Robinson está decidido a disputar o Executivo no próximo ano, tanto que nem trabalha com outra hipótese que não seja essa.

Pelo menos, foi isso que o vice-governador revelou em entrevista concedida ao portalnoar.com e que é veicula esta semana, na TV NoAr. “Eles estão me subestimando, mas estou confiante no meu objetivo”, afirmou Robinson Faria, ressaltando que tem que conviver com essa “falta de confiança” desde o início da carreira política, mas que mesmo assim jamais deixou de crescer eleição após eleição.

E, durante quase uma hora de entrevista, é claro que essa não foi a única “revelação” que Robinson Faria fez. O vice-governador confirmou as articulações no plano nacional do PSD para convencer o PMDB e o PT a apoiá-lo como candidato ao Governo em 2014, usando como principal argumento o desempenho positivo dele em pesquisas realizadas pela equipe dele.

… Mesmo assim, mantém o sonho de ser governador em 2015

“Enfrento sem medo de ser feliz”, disse o vice-governador quando questionado o que achava se, mesmo com essas articulações, tiver que enfrentar uma chapa formada por Fátima Bezerra, do PT, candidata ao Senado Federal, e Fernando Bezerra, do PMDB, ao Governo.

“Quero ser governador porque sei tudo que posso fazer pelo Estado”, respondeu o vice-governador quando questionado o porquê de desejar, tão decididamente, ser o futuro chefe do Executivo Estadual. Desejo esse, por sinal, que não é de hoje.

Começou nas articulações em 2006, quando foi cogitado para ser candidato a vice-governador do atual ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, do PMDB. Viveu um ponto alto em 2010, quando foi preterido pela então governadora Wilma de Faria, do PSB, para ser candidato ao Governo, tendo ela escolhido o vice Iberê Ferreira, colega pessibista.

“Wilma e eu conversamos e resolvemos todas essas questões”, garantiu Robinson Faria, que se elegeu vice-governador ao lado de Rosalba Ciarlini (DEM) mas que desde o início da gestão Democrata, percebeu que não teria lá muito apoio para “mudar o RN”. “Fui perseguido por ela”, contou, ao justificar o porquê de, com apenas nove meses de gestão, ainda em 2011, ter rompido com a governadora.

Portal No Ar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Categorias

Natal de modo especial

Praia é o melhor destino turísticos para quem vai viajar nas férias pelo Brasil. Segundo o último levantamento da pesquisa de “Sondagem do Consumidor –

Leia Mais

Alckmin reage

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), começou a reagir na popularidade e está praticamente empatado com o prefeito de São Paulo, João Dória

Leia Mais

Não é verdade

Pelos dados coletados pelo ex-vice-governador do Rio Grande do Norte Fábio Dantas, até março de 2015, o Governo do Estado gastou R$ 847 mil em

Leia Mais