Em greve, PRF da PB diz que não vai multar e só vai atender acidente grave

O Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais da Paraíba (SinPRF/PB) anunciou nesta segunda-feira (20) que os seus 248 funcionários aderiram à greve geral da categoria e paralisaram as atividades. O sindicato informou que a aplicação de multas, o combate a criminalidade, o auxílio ao usuário e o atendimento aos acidentes sem vítimas serão alguns dos serviços comprometidos pela greve.

O Vice-presidente do sindicato, Ed Porto Bezerra, esclareceu que a greve partiu do Conselho de Representantes da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) e que os sindicatos definiram as estratégias para que a paralisação acontecesse. Ed Porto também ressaltou que apenas 30% do quadro de policiais rodoviários da Paraíba vai atender as demandas do estado, o que, segundo o vice-presidente, vai comprometer os serviços prestados à população. “Acidentes sem vítima nós estamos orientando para irem ao posto policial. Também não haverá aplicação de multas. O combate a criminalidade e auxílio ao usuário serão prejudicados”, ressaltou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

fevereiro 2023
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728 
Categorias