Efraim fecha acordo com Rogério Marinho na disputa pela presidência do Senado

A menos de 15 dias da eleição para presidente do Senado, a disputa segue bastante acirrada. Se por um lado o senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG) — candidato à reeleição à presidência — tem o apoio do atual governo, o principal oponente, o senador eleito Rogério Marinho (PL-RN), reivindica o cargo por ser do partido que tem a maior bancada.

Nesta terça-feira (24), o senador eleito Efraim Filho fechou acordo e deve votar no bolsonarista Rogério Marinho na disputa pelo comando da Casa Alta.

Novato no Senado, Efraim é filiado ao União Brasil. O partido tem uma reunião marcada para a próximo quarta-feira (25) e um dos temas discutidos será a eleição do Senado.

Nesta segunda-feira (23), O PDT confirmou apoio à candidatura de Rodrigo Pacheco. A legenda iniciará a próxima legislatura com três senadores. O PL, com 14 integrantes, possui a maior bancada, seguido por PSD (11), MDB (10), União Brasil (10), PT (9), Podemos (6), PP (6), PSDB (4), Republicanos (3), Cidadania (1), PROS (1), PSB (1), PSC (1) e Rede (1).

PolíticadaPB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

fevereiro 2023
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728 
Categorias