É proibido morrer

Na cidade italiana de Falciano del Massico, a morte pode até bater à porta, mas os moradores não podem abri-la de jeito nenhum.

Isso porque o prefeito da localidade (que fica a cerca de 50 km de Nápoles, no sul da Itália) emitiu um decreto no início deste mês que proíbe a população de “ultrapassar os limites da vida terrena para ir para a outra vida”.

A proibição deve durar até a cidade de aproximadamente 4.000 habitantes construir seu cemitério próprio, afirma o prefeito Giulio Cesare Fava, que é médico.

Os moradores de Falciano del Massico dividiam o cemitério com os da vizinha Carinola (da qual se tornou autônoma em 1964), mas o local está cheio, e os dirigentes das duas cidades não conseguiram chegar a um acordo sobre a expansão.

Assim, enquanto a prefeitura não recebe a permissão para construir o cemitério, a solução foi banir a morte.

Desde que o documento foi publicado, dois moradores não respeitaram as ordens.

Porém, nem eles nem seus familiares deverão ser punidos.

Uma resposta

  1. O prefeito de Ouro Branco deveria seguir esse exemplo, pois seu grupo político há mais de 20 anos no poder, sempre prometeu a ampliação do Cemitério Público Municipal, mas nunca cumpriram essa promessa, hoje portanto, é possível morrer na cidade, ser sepultado aí são outros quinhentos, só se alguém ceder a vaga em algum dos túmulos já super lotados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

outubro 2021
DSTQQSS
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31 
Categorias