Dom Delson: “As pequenas coisas feitas com amor têm valência de eternidade”

Em sua primeira pregação como bispo de Campina Grande, neste sábado, Dom Manoel Delson disse que “foi o Senhor quem me chamou e quem me enviou para ser o vosso bispo diocesano”.

– Ir aos irmãos é uma imensa alegria. É o sentido de minha vida e de minha missão. Sou um frade Capuchinho, filho de São Francisco, que pretende tão somente estar próximo dos irmãos, conviver fraternalmente, partilhar a vida, servir como bispo – acentuou inicialmente o novo prelado.

Dom Delson realçou que “em tudo o que fazemos, o que mais vale é o que vem banhado de amor. As pequenas coisas feitas com amor têm valência de eternidade. Um gesto de amor nos remete a Cristo, e Ele nos recompensará”.

– Crer é essencial para todos nós, especialmente para os mais simples. Esses irmãos vivem da fé. Destruir a sua crença significa enfraquecê-los e torná-los vulneráveis às forças do mal – alertou o novo bispo.

O prelado afirmou que “neste horizonte de fé, tudo é graça de Deus”.

– Sou o que sou pela graça de Deus. Essa é a minha condição de homem de fé. O Espírito tem soprado abundantemente sobre minha vida. Não sei o que seria de mim se não fosse a ação de Deus – verbalizou.

Para Dom Delson, “não há lugar na família de Deus para a exploração do homem pelo homem. Nem para injustiças, insensibilidades ou falta de fraternidade, A palavra de Deus não exclui ninguém das promessas da salvação, mas chama todos à conversão. E nisso temos que nos ajudar reciprocamente. Demo-nos as mãos e construamos a cultura do amor e da paz”.

– O mundo sem a referência dos valores evangélicos corre o perigo de marchar para a autodestruição – alertou o bispo, numa referência a declarações do Papa Bento XVI em sua recente encíclica.

Paraíba Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

julho 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Categorias