Diocese de Caicó lança campanha de estímulo a Solidariedade

A Diocese de Caicó soma-se a iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos (CNBB) e da Cáritas Brasileira, e lança neste domingo a campanha “É tempo de cuidar”.

O objetivo é estimular a arrecadação de alimentos, produtos de higiene e proteção sanitária, para ser distribuído as pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social. A iniciativa também visa estimular as inúmeras formas de ajuda às pessoas também no campo religioso, humano e emocional.

Essa ação Solidária Emergencial da Igreja no Brasil, que tem o slogan É tempo de cuidar, é uma convocação para que se multipliquem os gestos solidários nas comunidades, nos setores da indústria e do comércio e nas famílias; todos sensíveis às situações de extrema vulnerabilidade em que se encontra grande parcela da população brasileira, como as pessoas em situação de rua, migrantes e refugiados, as que vivem em moradias precárias, além dos desempregados/as e trabalhadores/as informais, que neste momento tem suas fontes de renda fortemente afetadas.

“Agora, mais do que nunca, é o momento de nos unirmos em prol da vida de muita gente que é esquecida e invisível aos olhos de muitos. Como bem afirmou Dom Walmor Oliveira de Azevedo, presidente da CNBB, a solidariedade é o selo de autenticidade da vida dos verdadeiros cristãos, e precisamos também na nossa diocese estimular que todos os cristãos se tornem cada vez mais solidários com o próximo, não só durante essa pandemia, mas independente do momento que estamos vivendo”, destacou o Bispo Diocesano de Caicó, dom Antônio Carlos.

O lançamento da campanha acontecerá de forma online, durante a transmissão da missa do domingo da misericórdia, que acontecerá no Santuário do Rosário, com transmissão ao vivo em todas as plataformas digitais da TV Kurtição, pelo canal 175 da Brisanet e também na fanpage da Cáritas Diocesana de Caicó.

2 respostas

  1. Muito louvável este gesto de humanidade, mais acho que a Diocese poderia dobrar a quantidade arrecadada, se arrecadou 100 cestas básicas que entregue 200, 100 seria patrocinadas com recursos diocesano.

  2. A nossa igreja católica deve sim pregar que as pessoas ajudem, como também tem condíções também de praticar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

maio 2021
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Categorias

“De excitação”

Ei! Se a deputada estadual Isolda Dantas não quiser ficar “excitada’ eu quero! Quanto mais “excitado” melhor. Eu acho. Rsrsrsrs…

Leia Mais