Desemprego no RN registra menor taxa desde o início da pandemia

A taxa de desocupação do RN nos meses de outubro a dezembro de 2021 ficou em 12,7%, o que significa o menor valor desde o início da pandemia de Covid-19 no primeiro trimestre de 2020. Além disso, foi uma diminuição em relação ao trimestre anterior (14,7%). Em comparação ao mesmo trimestre de 2020, a taxa de desocupação potiguar registrou uma diminuição de quase 3 pontos percentuais.

O RN tem a 11ª maior taxa de desocupação do país, porém a 3ª menor do Nordeste. Enquanto Santa Catarina (4,3%) e Mato Grosso (5,9%) estão em melhor situação no mercado de trabalho do país, Amapá (17,5%) e Bahia (17,3%) têm os piores índices. Ademais, não houve aumento em nenhuma unidade federativa do país.

Em números absolutos, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua estima que a força de trabalho potiguar é de 1,53 milhão de pessoas, sendo 1,34 milhão de pessoas ocupadas e 194 mil desocupadas no último trimestre. Com isso, o número de desocupados teve queda tanto na comparação com o trimestre anterior (-12,2%), quanto no mesmo período do ano passado (-17,4%).

São consideradas desocupadas as pessoas que estavam sem trabalho e que tomaram alguma providência para conseguir emprego, como entregar currículo, atender a entrevistas de emprego, inscrever-se em concurso, entre outras atitudes. Essas pessoas estavam disponíveis para assumir o posto de trabalho naquela semana caso o tivessem encontrado, porém não obtiveram êxito.

Nível de Ocupação e Taxa de Participação no Mercado de Trabalho

No estado, dos 2,89 milhões de potiguares com 14 anos de idade ou mais, 1,34 milhão está ocupado. Isso significa que o nível de ocupação no Rio Grande do Norte é de 46,3%, um aumento de 2% em relação ao trimestre anterior. Este indicador é a proporção de pessoas ocupadas em relação à população em idade laboral (14 anos ou mais).
A taxa de participação na força de trabalho, que mede a proporção das pessoas ocupadas e desocupadas em relação à população em idade de trabalhar, foi de 53%. As mudanças no nível de ocupação e taxa de participação na força de trabalho não são estatisticamente relevantes e, por isso, permanecem estáveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

setembro 2022
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Categorias