Denúncias contra Zeca Abreu na FUNASA podem inviabilizar seu projeto político

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) recorreu ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região para que seja decretada a indisponibilidade de bens dos acusados de irregularidades em contratos com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), apontadas em ação de improbidade administrativa.

Além da ação de improbidade, o MPF protocolou ação penal motivada pelos mesmos fatos, contra três servidores da Funasa e dois empresários. O MPF/RN destaca que as irregularidades geraram mais de R$ 1 milhão de prejuízo aos cofres públicos.  O atual coordenador da Fundação, Zeca Abreu (foto), está entre os acusados. As empresas contratadas de forma irregular também respondem à ação de improbidade.

Pesam contra ele denúncias de superfaturamento dos contratos, serviços prestados de modo insatisfatório, dispensa indevida de licitação e apropriação indébita.

Eleição 2012

Tudo isso fez entrar água no projeto do PMDB para 2012, em Assú. Preste atenção: o deputado Henrique Alves indicaria Zeca Abreu para vice do candidato a reeleição, Ivan Júnior. Caso saísse vitorioso, o prefeito partiria para o segundo projeto, que não segredo para ninguém: disputar a Assembleia Legislativa. E quem ficaria no comando em Assú?

CLIQUE AQUI e confira a denúncia completa do Ministério Público Federal

Uma resposta

  1. É bom que isso seja verdade,pois se zeca for indicado o vice de ivan jr. nao voto neles de jeito nenhum!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

agosto 2021
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Categorias