Delação: aliados de Temer aliviados, mas nem tanto

temer_impeachmentA revelação feita pela Odebrecht sobre dinheiro de caixa dois para o PMDB, a pedido de Michel Temer, e para o tucano José Serra (PSDB-SP) tem impacto noticioso, mas foi recebida com alívio por aliados de ambos. Como estão, os relatos poupam os personagens de serem enquadrados em acusações mais graves, como corrupção e formação de quadrilha. A informação é de Mônica Bergamo, na sua coluna desta quinta-feira na Folha de S.Paulo. Diz mais a colunista:

Contribuição não contabilizada pode ser enquadrada como crime eleitoral, de punição branda e chance mínima de resultar em prisão.

Há, porém, uma pedra no caminho: a força-tarefa da Operação Lava Jato, que não aceita a versão de contribuições desinteressadas para campanhas eleitorais via caixa dois. Os procuradores insistem na revelação de contrapartidas, o que enquadraria a doação dos recursos em propina pura e simples Por isso, a delação que envolve Temer e Serra pode ainda sofrer alterações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

agosto 2021
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Categorias

Vem cá…!

Essa licitação do governo do Estado para a reconstrução da estrada que liga Caicó a Jucurutu é de “rôsca“? É somente uma pergunta

Leia Mais

Pega na mentira!

A emenda do deputado federal Benes Leocádio que tanto foi divulgada pelo ex-prefeito de Assu (RN) Ivan Junior e sua trupe, como sendo para a

Leia Mais