Contadoria Judicial arrecada mais de R$ 850 mil em pouco mais de 2 anos de atuação

Em pouco mais de dois anos de atuação, a Contadoria Judicial (COJUD) arrecadou R$ 857 mil, referente à cobrança de custas finais ou remanescentes devidas pelas partes, provenientes de sentença judicial ou acórdão transitado em julgado, no Poder Judiciário potiguar.

O montante equivale a 20.259 Procedimentos Administrativos encaminhados à unidade, baixados judicialmente pelas unidades de origem, além de mais de 5 mil cálculos judiciais de cumprimento de sentença realizados por meio do Processo Judicial Eletrônico (PJe) ou sistema Hermes.

Desde o último mês de maio, a Coordenadoria Judicial vem assessorando os magistrados das Varas da Fazenda Pública de Natal, cedendo temporariamente estagiários de Ciências Contábeis. Até o momento, com esse reforço, foram expedidas mais de 3 mil requisitórios de Requisições de Pequeno Valor (RPV) e Precatórios.

O gerente da COJUD, Breno Ricardo da Costa Cunha, destaca que a missão da Coordenadoria é contribuir para a duração razoável do processo com a padronização dos cálculos elaborados e tornar a Justiça mais próxima ao cidadão. Assim, a equipe tem realizado um serviço público de qualidade, com trabalho imparcial, justo e confiável.

Uma resposta

  1. Muito louvável o trabalho da COJUD, apenas falta um pouco mais de agilidade desse procedimento, pois desde o dia 28/03/2019 a 2ª Vara da Fazenda Pública mandou o Processo 0806707-25.2014.8.20.0001 e até a presente data (04/09/2019) aguardo uma posição/resposta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

outubro 2021
DSTQQSS
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31 
Categorias

Tudo ou nada, né Fátima?

Amanhã, a governadora Fátima Bezerra (PT) anunciará o resultado do pregão pelos Royalties de Petróleo do restante do ano, para pagar os atrasados de dezembro

Leia Mais