Conselho de Economia culpa má distribuição de recursos por desequilíbrio fiscal do Estado

IMG_7504

As reservas nos caixas do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), do Ministério Público Estadual (MPRN) e da Assembleia Legislativa (ALRN) vêm sendo discussão no RN devido a briga judicial com o Governo do Estado para que os órgãos repassem os recursos disponíveis das sobras orçamentárias ao Governo.

O Conselho Regional de Economia – CORECON/RN se posicionou sobre o assunto e explica que somados os 45,7 milhões de superávits do MP e da ALRN aos mais de 253,2 milhões do TJ, o Executivo teria hoje, se fossem devolvidos à conta única do governo, 300 milhões, o que equivale a quase uma folha de pagamento de um mês aos servidores públicos que vêm sofrendo atraso salarial há 11 meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

fevereiro 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  
Categorias

Troca-troca de parlamentares

Não são apenas os partidos aliados que praticaram o troca-troca de parlamentares que reagiam em votar favoravelmente à rejeição da denúncia contra Temer. O PSB,

Leia Mais

Fátima Bezerra evita a imprensa

Quando abordada por jornalistas em eventos, a governadora Fátima Bezerra (PT) tem dito que só fala do assunto referente ao que está participando. Não comenta

Leia Mais