Conheça 11 novas pesquisas inovadoras de combate ao câncer

Dois grandes congressos trouxeram, neste mês, uma série de descobertas e avanços contra o câncer, de novos métodos de diagnóstico ao tratamento da doença. O Congresso Anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO, sigla em inglês) é a maior conferência sobre câncer de todo o mundo. Todos os anos, ela reúne especialistas que apresentam as mais novas pesquisas e possibilidades de tratamento contra a doença. Este ano, a reunião aconteceu entre os dias 1 e 5 de junho, em Chicago. “A intenção do encontro é apresentar os trabalhos mais promissores no tratamento do câncer. Grande parte do que usamos hoje em dia apareceu por lá”, diz Solange Moraes Sanches, oncologista clínica do Hospital A. C. Camargo, em São Paulo, um dos principais do Brasil no tratamento do câncer.

Já o congresso anual da Sociedade de Medicina Nuclear aconteceu entre os dias 9 e 13 de junho, na Flórida. Ali, foram mostrados os mais novos avanços no campo, com foco no uso de substâncias radioativas no combate e diagnóstico de doenças. Neste ano, muitas das novidades apresentadas tinham foco no campo do câncer. Por enquanto, muitas dessas descobertas ainda estão sendo assimiladas pelos médicos, mas em pouco tempo estarão disponíveis para os pacientes. Segundo o oncologista clínico Milton José de Barros e Silva, do Hospital A. C. Camargo, a maioria dessas pesquisas sinalizam que estamos entrando numa nova era do combate à doença. “Historicamente, todos os tratamentos eram voltados a combater diretamente o câncer. Agora estamos voltando nossa atenção para os mecanismos por trás da doença e na sua relação com os pacientes”, diz o médico. “O futuro são drogas cada vez mais direcionadas a mutações específicas no tumor e com menos efeitos colaterais.”

O que diz a pesquisa: Usando uma substância chamada BMS-936558, cientistas conseguiram usar o próprio sistema imunológico de alguns pacientes contra o tumor que estavam desenvolvendo. Normalmente, o câncer consegue se disfarçar e não ser atacado pelas nossas células de defesa. Um dos métodos utilizados pelas células cancerígenas para passar despercebidas é pela ação de uma proteína chamada PDL1, que se comunica com uma outra proteína presente em nossos glóbulos brancos, a PD1. A nova droga impede essa comunicação, e faz com que essas células de defesa ataquem o tumor.

Como foi feita: O remédio foi administrado a 76 pacientes com câncer de pulmão de células não-pequenas, o tipo mais comum da doença. Em 18% dos casos, o tumor diminuiu ou parou de crescer. De 33 pacientes com câncer nos rins, 27% também responderam ao tratamento, e de 94 que tinham melanoma, 28% apresentaram melhoras.

Porque é importante: A pesquisa ainda é inicial, mas já se mostra promissora – são os melhores resultados conseguidos com algum tratamento de imunoterapia até hoje. Particularmente importantes foram seus efeitos nos pacientes com câncer de pulmão, que sempre se mostraram resistentes a esse tipo de tratamento.

Opinião do especialista: Milton José de Barros e Silva, oncologista clínico do Hospital A. C. Camargo

“É uma pesquisa inicial, mas sem sombra de dúvida bastante estimulante, pelas perspectivas futuras que abre. Seu mecanismo de ação é inteligente e ela apresenta bons resultados preliminares.”

“A célula que podia destruir o câncer é o linfócito T. O problema é que quando ela chega no tumor, existe uma substância que desliga o linfócito. O que essa droga faz é se ligar no linfócito e cobrir esse botão de desligar. No entanto, o tratamento não é isento de efeitos colaterais. O sistema imunológico também pode atacar os tecidos saudáveis.”

“A área da imuno-oncologia está em franca expansão. Ela não está voltada ao desenvolvimento de drogas contra o câncer, mas em drogas que estimulem o sistema imunológico contra os tumores. Hoje, já temos uma droga deste tipo em uso: a Anti–CTLA-4. Ela já foi aprovada nos Estados Unidos, e está sendo analisada pela Anvisa.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

maio 2021
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Categorias