Com 18,9 mil vítimas de estupro entre janeiro e abril de 2024, Brasil tem média de 157 casos por dia

O Brasil registrou uma média de 157 vítimas de estupro por dia entre janeiro e abril deste ano. Ao todo, foram 18.975 casos nos meses analisados, sendo março o período com o maior número de ocorrências (5.477), segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública. Na comparação com o mesmo quadrimestre do ano passado, houve uma queda de 19,11%.

As informações estão disponíveis no painel “Mulheres e Segurança Pública”, mantido pela pasta ministerial, que também disponibiliza as estatísticas por estados. São Paulo ocupa a primeira colocação, com 3.234 casos, ou seja, 17% de todas as ocorrências já registradas no ano. Em seguida, aparecem Paraná, com 1.952, e Minas Gerais, com 1.388.

Veja lista dos 10 estados com mais vítimas registradas:

  • São Paulo – 3.234 casos
  • Paraná – 1.952 casos
  • Minas Gerais – 1.388 casos
  • Rio de Janeiro – 1.264 casos
  • Pará – 1.243 casos
  • Santa Catarina – 1.107 casos
  • Bahia – 1.099 casos
  • Rio Grande do Sul – 988 casos
  • Goiás – 965 casos
  • Mato Grosso – 647 casos

Feminicídios

Os dados também mostram uma diminuição de 8,60% no comparativo entre os casos de feminicídios deste ano e de 2023. Entre janeiro e abril de 2024, 425 mulheres foram vítimas do crime no país. O mês de janeiro é o que concentra a maioria dos crimes, com 130. Em média, 4 mulheres são mortas no Brasil por dia em crimes misóginos. São Paulo (73), Minas Gerais (42) e Paraná (35) lideram o ranking com o maior número de registros.

R7

Uma resposta

  1. Senado e Camara dos deputados é pra aprovar lei pra castrar esses criionosos e bandidos, é pra amarrar puxar e arrancar, eles tao avontade deitando e rolando sem sofrer nenhuma punicao, as familas é quem sofrem as concequencias desatrosas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias