Cientistas sugerem que Covid seja listada como febre viral trombótica

cdc BbP7rqIGB3c unsplash 600x400 1 Cientistas sugerem que Covid seja listada como febre viral trombótica

Em um artigo publicado na revista científica Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, um grupo de pesquisadores brasileiros sugeriu que a Covid-19 não seja mais classificada como uma Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), mas sim como uma febre viral trombótica.

A terminologia, mais abrangente, pretende ser mais fidedigna aos efeitos da infecção no corpo. A ideia surgiu após uma comparação com doenças como a febre amarela e a dengue, classificadas como febres virais hemorrágicas. No caso da Covid-19, o impacto vai além do sistema respiratório, e o coronavírus aumenta a chance da formação de coágulos e trombos, além de causar dano no tecido que reveste os vasos sanguíneos.

“A Covid-19 emergiu afetando a todos, mas promovendo um pior desfecho, em geral, naquela população mais idosa, com síndrome metabólica, doenças cardiovasculares, diabetes, ou seja, naqueles onde uma inflamação do endotélio pré-existente teria maior impacto”, explica o cardiologista Rubens Costa Filho, um dos responsáveis pelo artigo, ao G1.

Participam do grupo pesquisadores do Hospital Pró-Cardíaco, IOC/Fiocruz (Instituto Oswaldo Cruz), Unifase (Faculdade de Medicina de Petrópolis), Inca (Instituto Nacional do Câncer), Fiocruz Paraná (Instituto Carlos Chagas) e United Health Group.

Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

maio 2021
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Categorias

Cassação ou acordão?

O principal teste da gestão de Rodrigo Maia (DEM-RJ) na presidência da Câmara acontecerá em 12 de setembro, segunda-feira, dia em que marcou a votação

Leia Mais